Deveriam desejar a palavra de Deus

1 Pedro 2.1-3: Para a falta do crescimento espiritual, tem uma única solução.

Portanto, deixem de lado toda a maldade, assim como a astúcia, a hipocrisia, a inveja e todos os tipos de falatórios maldosos. Como nenês recém-nascidos, vocês deveriam desejar o puro leite espiritual, para que por ele possam crescer e ser salvos, uma vez que “vocês já experimentaram a bondade do Senhor”. —1 Pedro 2.1-3 VFL

O leite espiritual se refere à palavra de Deus, mencionada no final do capítulo anterior. A fome do nenê é urgente. Não aceita adiamento. Tem que ser agora. Continue lendo “Deveriam desejar a palavra de Deus”

O Pai está comigo

João 16.32: À sombra da cruz, Jesus tem confiança na bondade e na presença do Pai.

Aproxima-se a hora, e já chegou, quando vocês serão espalhados cada um para a sua casa. Vocês me deixarão sozinho. Mas eu não estou sozinho, pois meu Pai está comigo. João 16.32

Jó atribuiu a Deus seus sofrimentos. Ele quer que o Senhor o deixe em paz: “Já estariam no fim os meus poucos dias? Afasta-te de mim, para que eu tenha um instante de alegria” Jó 10.20. Ele fazia muitas perguntas ao Criador. Pensa que, se Deus o deixar sozinho, encontrará conforto. Mas na verdade é Deus quem o protege. Continue lendo “O Pai está comigo”

Ele resolveu ir

Lucas 9.51: O verso é ponto central do evangelho.

Quando estava chegando o tempo de Jesus ir para o céu, ele resolveu ir para Jerusalém. Lucas 9.51 VFL

O verso acima é considerado o ponto central do evangelho de Lucas. Jesus veio à terra para morrer na cruz. Toda a sua vida tinha essa direção. Tudo o que nosso Senhor fazia visava um único objetivo: fazer a vontade de Deus e voltar ao céu tendo concluído a sua obra. Continue lendo “Ele resolveu ir”

Depois de terem feito tudo

Efésios 6.13: A batalha exige tudo de nós.

Por isso, vistam toda a armadura de Deus, para que possam resistir no dia mau e permanecer inabaláveis, depois de terem feito tudo.
Efésios 6.13

Para permanecer inabalável, é necessário fazer tudo, toda a vontade de Deus, sem omitir coisa alguma. É preciso diligência, operosidade, esforço, atenção redobrada. Continue lendo “Depois de terem feito tudo”

O dia do Senhor está perto

Isaías 13.6: Temos também um dia de juízo nos esperando.

Chorem, pois o dia do Senhor está perto; virá como destruição da parte do Todo-poderoso.
Isaías 13.6

O Senhor traria sobre Israel destruição por causa da sua desobediência. Ele enviaria exércitos pagãos contra eles. Os profetas pregavam o arrependimento, pois o juízo seria repentino e sem falha. Continue lendo “O dia do Senhor está perto”

Perguntem pelos caminhos antigos

Jeremias 6.16: O Senhor chama Israel (e nós!) a voltar aos termos originais.

Assim diz o Senhor“Ponham-se nas encruzilhadas e olhem; perguntem pelos caminhos antigos, perguntem pelo bom caminho. Sigam-no e acharão descanso. Mas vocês disseram: ‘Não seguiremos!’”
Jeremias 6.16

As encruzilhadas representam a urgente decisão do arrependimento, pois de um lado se tem o caminho antigo e bom que leva ao descanso da alma e por outro lado é o caminho mau e inovado que leva à separação de Deus e à destruição. O povo de Israel deve olhar, então, para escolher bem. Continue lendo “Perguntem pelos caminhos antigos”

Ordenanças para Israel

Malaquias 4.4: As práticas do Antigo Testamento não são para os cristãos.

“Lembrem-se da Lei do meu servo Moisés, dos decretos e das ordenanças que lhe dei em Horebe para todo o povo de Israel” Malaquias 4.4.

Os profetas do Antigo Testamento sempre voltaram à lei de Moisés como base para a aliança que o Senhor Deus tinha feito com o povo de Israel. A mensagem de arrependimento dos profetas incluiu um apelo para a restauração da lei. O povo não tinha opção: tinha de obedecer à lei, para ter com Deus relacionamento íntimo. Continue lendo “Ordenanças para Israel”

Deus lhes disse

Mateus 22.31-32: Jesus ensinou que as Escrituras eram divinamente inspiradas.

E quanto à ressurreição dos mortos, vocês não leram o que Deus lhes disse: ‘Eu sou o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó’? Ele não é Deus de mortos, mas de vivos!
Mateus 22.31-32

Jesus ensinou a inspiração divina das Escrituras Sagradas. Na controvérsia sobre a ressurreição com os saduceus, ele citou uma passagem que Moisés escreveu no livro de Êxodo. Ele fechou todo o argumento dele com a chave de ouro, um texto da Bíblia. (Os saduceus só acreditavam na inspiração dos cinco livros de Moisés, então ele escolheu um texto destes.) A maneira como ele apresentou este texto nos é de interesse especial: o que Deus lhes disse. Continue lendo “Deus lhes disse”

Ordenaram que não falassem mais

Atos 5.40: Não controlamos reações. Decidimos obedecer a Jesus.

Eles mandaram chamar os apóstolos e, depois de os açoitarem, ordenaram que não falassem mais no nome de Jesus. Depois disso, deixaram que fossem embora.
Atos 5.40

Desde o início, a fé encontrou resistência. O evangelho desafia interesses ao chamar todos ao arrependimento e oferecer Cristo como o único caminho. Continue lendo “Ordenaram que não falassem mais”

O Senhor ouvirá

Salmo 4.3: Davi não corre dos inimigos; ele os encara.

Saibam que o Senhor escolheu o piedoso; o Senhor ouvirá quando eu o invocar”.
Salmo 4.3

O piedoso é quem coloca sua confiança no Senhor e não no homem e nem nos ídolos. Aqui, Davi não está se gabando da sua justiça ao se chamar de piedoso; ele proclama sua dependência de Deus. Continue lendo “O Senhor ouvirá”