A cidade das nossas festas

Olhe para Sião, a cidade das nossas festas; seus olhos verão Jerusaém, morada pací­fica, tenda que Não será removida; suas estacas jamais serão arrancadas, nem se romperá nenhuma de suas cordas.
Isaí­as 33.20

Festa dos tabernaculos
Festas fazem parte importante da nossa sociedade, sejam de aniversário, sejam de feriados nacionais, sejam de celebraçíµes de marcos pessoais como casamento ou de formação. Nas festas, temos oportunidade Não só de quebrar a rotina do dia-a-dia, mas também de celebrar momentos importantes na vida e compartilhá-las com pessoas que amamos.

Na antiga aliança com Israel, Deus estabelecera uma série de festas para o povo. Mas essas foram celebradas sem uma vida que honrava ao Senhor. Assim, as festas do povo de Deus se tornaram cansativas para ele (Isaí­as 1.14).

O profeta Isaí­as imagina época após o exí­lio (castigo) em que Israel celebra as festas de Deus como manifestação da sua gratidão pela salvação e da sua alegria de estar na cidade por ele escolhida e abençoada. (Sião é outro nome para Jerusalém.)

Hoje, Não é mais um local fí­sico que serve de sede para as nossas festas. Paulo identifica o “local” da salvação e bênção de Deus como sendo “em Cristo” (ver Efésios 1.3).

Então, para os cristãos, as festas continuam, mas mudaram de local.

Você tem o novo endereço?


Os textos bí­blicos citados acima

Isaí­as 1.4, o Senhor fala por meio do profeta: “Suas festas da lua nova e suas festas fixas, eu as odeio. Tornaram-se um fardo para mim; Não as suporto mais!”

Efésios 1.3: “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com todas as bênçãos espirituais nas regiíµes celestiais em Cristo“.

Veja este breve artigo sobre as festas judaicas.

Um pensamento em “A cidade das nossas festas”

  1. Gostaria de receber explicações a respeito de Isaías 61,2-3.
    Qual o sentido de “ano de graças da parte do Senhor”?
    E “um dia de vingança de nosso Deus”?
    Por que chamarão os aflitos de “azinheiras da justiça”?
    Obrigada e a paz do Senhor Jesus.
    Rosecler

Deixe uma resposta