Agora, sua vez

O que Jesus fez, façamos nós também.

EvangelhoAlguns irmãos, numa tentativa de evitar o compromisso do matrimônio em Mateus 19, afirmam que os evangelhos não se aplicam a nós na era cristã, por pertencerem à velha lei. Mas a própria estrutura do evangelho de Mateus mostra diferente:

Jesus percorria as cidades e as aldeias, ensinando nas suas sinagogas, proclamando o Evangelho do Reino e curando todas as enfermidades e doenças.
Mateus 9.35 BSC

Este verso é quase igual ao de 4.23. Os dois versos servem de moldura para o início do ministério de Cristo e assim descrevem a natureza do que ele faz. Ele ensina e proclama (capítulos 5-7) e cura (capítulos 8-9).

Na conclusão desta parte do evangelho, logo após o verso acima, Jesus manda os discípulos orarem para que Deus envie mais trabalhadores para o campo. No capítulo 10 ele envia seus próprios discípulos. (Não se deve orar por algo que não estiver disposto a fazer.)

Jesus os envia a fazer exatamente o que ele tinha feito: curar e pregar. Embora haja limitações dentro dessa verdade, para eles, geográficas (eles vão primeiro somente na região da Galileia) e, para nós, ministeriais (não podemos mais operar milagres), o princípio vale tanto para a mensagem (“tudo o que tenho ordenado”, 28.19) como para a prática e no desempenho da missão.

O que Jesus fez, façamos nós também. O que Jesus ensinou, ensinemos nós também.

1 pensamento em “Agora, sua vez”

  1. Quando os ensinamentos e ordenaças de Cristo confrontram com o nosso pecado, infelizmente, temos a tendência carnal de ficar procurando “possíveis brechas” na Escritura ou desculpas para justificar a nossa desobediência. Esse primeiro exemplo citado sobre o desrespeito a vontade de Deus sobre o matrimônio, nessa mensagem, mostra claramente essa tendência! Portanto, a autoridade de Cristo é para ser obedecida sem questionamentos, porque o Senhor é Perfeito. Obedeçamos e sigamos em tudo o que Cristo nos manda!

Deixe uma resposta