Ai deles

Ai deles! Pois seguiram o caminho de Caim, buscando o lucro caíram no erro de Balaão, e foram destruídos na rebelião de Corá.
Judas 11

Juntando os piores do Antigo Testamento, Judas descreve a maldade dos que se infiltraram no meio cristão. É como se tudo o que podia falar de ruim a respeito de alguém aplicava a eles.

O “ai” não expressa dor, mas maldição — condenação já há muito pronunciada (v. 4).

Judas queria escrever outra carta, mas os tempos perigosos o obrigaram a levantar a bandeira contra os falsos cristãos.

Embora curta, a carta descarrega contra tais pessoas. Ela não permite que ignoremos que a mesma classe ainda existe e se esforça para enganar os fiéis.

Senhor Deus, seu caminho é reto: que o seguimos por toda a vida; sua verdade é vida: que a busquemos como nosso lucro; seu nome é exaltado: que nos submetamos a ele humildemente. Porque Jesus é nosso Senhor. Amém.

Deixe uma resposta