Ajude-nos

Atos 16.9: Deus chama para proclamar o evangelho.

Durante a noite Paulo teve uma visão, na qual um homem da Macedônia estava em pé e lhe suplicava: “Passe à Macedônia e ajude-nos”.
Atos 16.9

Deus fechou algumas portas e abriu outras para o apóstolo Paulo. Por meio desta visão, o Senhor queria que seu apóstolo visse a necessidade num local diferente. O local, neste caso, era na Europa. Seria a primeira vez que o evangelho chegaria ao continente de forma programada. (Tinha gente da Europa no dia em que a igreja foi estabelecida, Atos 2.)

O fato de o homem macedônio estar em pé parece indicar a urgência do seu apelo. Ele não é identificado. Talvez Paulo o encontrou depois na sua viagem. Ou talvez ele fosse apenas uma figura humana sem identidade. Nesta visão, o que importava mesmo era o apelo.

A ajuda que ele pedia era para ouvir a Boa Nova da salvação em Cristo. Pela visão, eles concluíram “que Deus nos tinha chamado para lhes pregar o evangelho” v. 10. Sentiram a urgência do apelo, pois eles se preparam “imediatamente para partir para a Macedônia”. Quando Deus chama, quando as pessoas precisam ouvir, devemos nos apressar.

Não precisamos hoje de tais visões miraculosas. A necessidade existe no mundo inteiro, em locais que ainda não ouviram o verdadeiro evangelho. Recebemos apelos, os quais devem despertar a nossa imediata reação, mas mais que isso, temos a comissão de Cristo, Marcos 16.15-16, que nos impulsiona a cada dia, em todo lugar, a falar com todas as pessoas.

É bom ser motivado pela necessidade da salvação dos outros. É bom sentir a urgência da salvação. É bom chegar logo com a mensagem, pois assim Deus quer.

Pai, mostre-nos quem precisa de ajuda para ser salvo. Dê-nos olhos para ver as necessidades ao nosso redor e em locais distantes.

Deixe uma resposta