Até as fontes

Isaías prevê a abundância da salvação.

O medo mata a alegria. A confiança a alimenta. No final do primeiro bloco principal de Isaías (capítulos 1-12), o profeta descreve a salvação de Deus (“Deus é a minha salvação”, verso 2) por meio da figura de fontes d’água.

Cheios de alegria, todos irão até as fontes e beberão da água que os salvará.
Isaías 12.3 NTLH

Neste capítulo de apenas seis versículos, o hino de gratidão derrama os sentimentos do povo pela sua salvação.

O cristão lembra que Aquele que teve sede na cruz trouxe ao mundo as águas da vida.

Pai, não terei medo, mas confiarei na sua promessa, e me alegro na salvação que temos em Cristo. Amém.

 

Deixe uma resposta