O banido pode ser restaurado

2 Samuel 14.14: Uma grande verdade surge do meio de uma manobra de engano.

Joabe mandou que uma mulher não identificada aparecesse perante o rei Davi. Ela levou um falso pedido para lhe restaurar o único filho e protegê-lo dos que queriam matá-lo por ele ter matado o irmão dele. No final, Davi percebe quem estava por trás da jogada. Mas no meio do diálogo a mulher fala algumas palavras poderosas de sabedoria.

Que teremos que morrer um dia, é tão certo como não se pode recolher a água que se espalhou pela terra. Mas Deus não tira a vida; ao contrário, cria meios para que o banido não permaneça afastado dele.
2 Samuel 14.14 NVI

Joabe usava esta mulher para conseguir que Davi aceitasse de volta seu filho Absalão, restaurando-lhe às boas graças do rei. Então, neste versículo, na referência ao banimento e restauração, ele está falando sobre a situação do rei.

Na manobra do caso dela para a situação de Davi, estas palavras soam as mais verdadeiras.

O negócio de Deus é restaurar o homem à sua presença. Não se ignora a justiça, como o homem a deixa de lado para fazer as pazes. Pois Deus é tanto justo como justificador, como Paulo nos informaria mais tarde.

Em Cristo, porém, ele criou meios para nos trazer de volta à presença dele.

Tanta coisa não pode ser desfeita nesta vida, ó Senhor, mas em Cristo tu desfizeste as consequências dos nossos pecados. Louvado seja ao Senhor por nos restaurar por meio da Cruz!

Segure esta ideia: O banido Deus restaura, / A Cruz de Cristo é nossa aura.

 

Deixe uma resposta