A carta e a alegria

No papel ou no monitor, a escrita produz efeito.

alegriaSeparado dos seus ouvintes pela distância, João enxerga uma ameaça à fé deles e à alegria que têm em Cristo. Resolve assim escrever-lhes, a fim de alertá-los ao perigo de um outro Jesus e ajudá-los a continuar firmes na verdade.

Escrevemos isso para que a nossa alegria seja completa.
1 João 1.4 NTLH

A alegria pertence a João e aos seus destinatários. Sua carta é iluminadora, informativa e confirmadora. Mais ainda, a leitura da carta efetuava neles uma transformação. A escrita, como dito de Deus, é também ato que produz efeito.

Separados do autor pelo tempo, nós ainda sentimos, na nossa leitura da carta, o mesmo efeito da alegria completa por estarmos em comunhão com o Pai, o Filho e a irmandade que confessa que Jesus veio na carne e por termos a certeza da nossa salvação pela obediência aos seus mandamentos.

 

Deixe uma resposta