O que queremos, o que fazemos

1 Pedro 1.8-9: Amamos Jesus, sem vê-lo.

Mesmo não o tendo visto, vocês o amam; e apesar de não o verem agora, creem nele e exultam com alegria indizível e gloriosa, pois vocês estão alcançando o alvo da sua fé, a salvação das suas almas. 1 Pedro 1.8-9

Queremos vê-lo, mas não podemos, agora, ver o Senhor Jesus Cristo. Mas podemos amá-lo. Podemos segui-lo, andando nas suas pegadas, 1 Pedro 2.21. Continue lendo “O que queremos, o que fazemos”

A imitação de Cristo

1 Pedro 2.21: Fomos chamados para seguir nos passos de Jesus.

Para isso vocês foram chamados, pois também Cristo sofreu no lugar de vocês, deixando-lhes exemplo, para que sigam os seus passos. 1 Pedro 2.21

Seguir os passos de Jesus significa imitá-lo. Jesus não tinha nenhum pecado na sua vida, mas nossa imitação não implica em estar sem pecado. Significa imitar as suas atitudes. Continue lendo “A imitação de Cristo”

Vocês o amam

1 Pedro 1.8-9: O amor a Cristo não é cego, mas não o enxergamos com os olhos.

Mesmo não o tendo visto, vocês o amam; e apesar de não o verem agora, creem nele e exultam com alegria indizível e gloriosa, pois vocês estão alcançando o alvo da sua fé, a salvação das suas almas. 1 Pedro 1.8-9

A distância tende a esfriar o amor e a amizade. Cristo não é distante, mas também não é visível. Mesmo assim, temos com ele relacionamento próximo. Ele habita no coração do seu seguidor. Sua presença poderosa em nós faz crescer cada vez mais o nosso amor por ele. Continue lendo “Vocês o amam”

Verdadeira graça

1 Pedro 5.12: Na verdadeira, sofremos como cristãos por causa da verdade.

As pessoas querem as coisas de maneira fácil. A palavra graça já adquiriu significado do que é livre de obrigação e provação. Quando se ouve falar da graça de Deus, devemos ter certeza de que é aquela que Deus oferece e não uma versão light e falsa. Continue lendo “Verdadeira graça”

Ação: Anunciar

1 Pedro 2.9: Fale aos perdidos palavras sobre o Deus bondoso e poderoso.

LER: “Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas daquele que os chamou das trevas para a sua maravilhosa luz” 1Pd 2.9.

PENSAR: Identidade determina missão. Quem somos define o que fazemos. O anúncio é obra da toda a igreja, focando as obras de Deus. Nosso trabalho é o de proclamar, anunciar a todos, divulgar (DGNT) a mensagem sobre a salvação de Deus e as manifestações de seu poder (CLNTG). Sua bondade se vê na qualidade do chamado. Continue lendo “Ação: Anunciar”

Ação: Obedecer

1 Pedro 1.22: A obediência contínua é necessária para a salvação.

LER: “Vocês purificaram a sua vida pela obediência à verdade” 1Pd 1.22.

PENSAR: Obedecer à verdade é o mesmo de obedecer ao Senhor Jesus, Mt 7.21. Essa verdade foi revelada nas Escrituras. Tal obediência purifica a alma dos pecados, o que significa a redenção, Ef 1.7. A salvação eterna é para quem obedece Jesus, Hb 5.9. A fé sem a obediência é inútil para a justificação, Tg 2.14-26. Continue lendo “Ação: Obedecer”

Deus escolheu seu dom para transmitir sua graça

1 Pedro 4.10: Não prive outros da graça de Deus.

servir-dons

Ninguém tem desculpa para não servir no reino de Deus. Ninguém pode dizer que não tenha o que fazer, nem as condições de fazê-lo. Não é questão de ter ou não alguma capacidade espiritual. Todos temos porque todos recebemos de Deus. Se somos filhos de Deus, somos servos capacitados.

Deus deu a cada um de vocês algumas capacidades especiais; estejam certos de que as estão utilizando para se ajudarem mutuamente, transmitindo aos outros as muitas formas da graça de Deus.
1 Pedro 4.10 NBV

Podemos negligenciar o que Deus nos deu. Podemos esconder, como fez o homem de um só talento, o nosso dom. Podemos recusar a servir aos outros com nossas capacidades. Podemos ser egoístas e usar de forma errada os nossos talentos. Podemos ter inveja das capacidades dos outros e desprezar as nossas. Podemos pensar que ninguém respeite, elogie ou aprecie as nossas capacidades.

Mas não podemos dizer que não temos condições.

Pedro qualifica as nossas capacidades como meios pelos quais Deus escolheu para transmitir aos outros a sua graça. Se nós deixarmos de usá-las, outros serão privados da graça de Deus.

É isso mesmo que você quer fazer?