Acabe com seu egoísmo

2 Coríntios 5.15: A vida altruísta é a vitoriosa.

E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 2 Coríntios 5.15

Cada pessoa que tem o mínimo de autoconhecimento sabe que é, no fundo, um egoísta. Pensa primeiro em si mesmo. Faz as coisas para proveito próprio. Continue lendo “Acabe com seu egoísmo”

Não somos objetivos sobre nós mesmos

2 Coríntios 10.18: Não temos condições de nos declarar bons.

A opinião que se tem a respeito de si próprio não tem efeito positivo no destino eterno. Não importa o que eu penso de mim mesmo. Tais opiniões geralmente aprovam a conduta, mas isso não significa que o Senhor aprova. Ele não carimba nossas conclusões a nosso próprio respeito. Continue lendo “Não somos objetivos sobre nós mesmos”

Obediência completa

2 Coríntios 10.6: Nossa obediência deve ser completa, como a de Jesus.

A obediência de Jesus foi completa, até o último dia da sua vida. Assim, ele se tornou “a fonte da salvação eterna para todos os que lhe obedecem” Hebreus 5.9. A nossa obediência também deve ser completa, para recebermos da mão dele a salvação eterna: Continue lendo “Obediência completa”

Ação: Cooperar

2 Coríntios 1.24: Minha obra tem o caráter de convite ou imposição?

LER: “Não que tenhamos domínio sobre a sua fé, mas cooperamos com vocês para que tenham alegria, pois é pela fé que vocês permanecem firmes” 2Co 1.24.

PENSAR: Os cristãos são cooperadores com Deus no evangelho, 1Co 3.9; 2Co 6.1, e com os irmãos para salvar outros e promover a fé, Fp 1.5; 4.3; Cl 1.7; 4.7, 11; 3Jo 8. Ninguém tem “poder ditatorial” (TLNT) sobre outro; a fé não pode depender de outra pessoa, a não ser de Deus. No reino de Deus somente Cristo é Líder. Continue lendo “Ação: Cooperar”

Por isso nunca ficamos desanimados

Como o peso da glória não fica pesado?

Muitas tarefas e trabalhos parecem ser tão grandes, que ficamos desanimados antes de começar. Mas, por maior que seja a obra de Deus, quando levamos em conta sua natureza, não sentimos assim.

Deus, na sua misericórdia, nos deu essa tarefa, e é por isso que nunca ficamos desanimados.
2 Coríntios 4.1 NTLH

Por que por isso, por termos recebido esta tarefa de proclamar o evangelho, não ficamos desanimados?

Porque o Senhor e o seu Espírito estão no meio disso (2 Coríntios 3.17-18). Porque, com o tempo, não ficamos cansados, mas cada vez mais parecidos com Cristo e a glória dele que refletimos cresce cada vez mais.

O “peso da glória” não fica pesado, mas sim nos traz leveza da alma.

 

Somente a favor da verdade

Nada contra, tudo a favor.

coerênciaFalsos mestres impressionam, prometendo liberdade, graça, popularidade, sucesso. Falam o que os outros querem ouvir. Oferecem o atalho para o objetivo, sem o sofrimento. Permitem encostar neles para evitar o trabalho de pensar, provar e penar. Contra tais, o apóstolo Paulo descarrega tudo.

De fato, não podemos nada contra a verdade, mas somente a favor da verdade.
2 Coríntios 13.8 CNBB

Para com a verdade, não existe a neutralidade. O cristão faz tudo a favor da verdade, pois esta é palavra de Deus, a purificadora da alma, a geradora da vida nova, o caráter do Senhor Deus.

Ser a favor da verdade significa, às vezes, contrariar pessoas, desagradar amigos, enfrentar quem promove ou apoia a mentira,  e mais: significa sempre agradar a Deus e agir pelo bem eterno de todos. Trabalhar somente a favor da verdade significa amar, pois a verdade não é inimiga do amor, mas sim seu maior aliado.

Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, fortaleça as minhas mãos para que eu aja sempre em favor da verdade, para seu agrado.

‘Nada sou’

E nada inferior aos falsos mestres.

humildade espiritualPrograma para os jovens. Prédio bonito. Pregador que fala bem. Muitas atividades sociais. Muito movimento. Assim é como avaliamos uma igreja. E na medida em que essa tendência prevaleça entre nós, mais se aplica a nós 2 Coríntios, capítulos 10 a 13.

Fui insensato, mas vocês me obrigaram a isso. Eu devia ser recomendado por vocês, pois em nada sou inferior aos “super-apóstolos”, embora eu nada seja.
2 Coríntios 12.11 NVI

Paul comete a “estupidez” de se comparar aos falsos apóstolos que tinham se infiltrado no meio dos coríntios, para mostrar a hipocrisia e carnalidade deles. Ao lembrá-los da natureza verdadeira de um apóstolo — ele no meio deles — esperava que podiam reconhecer, e rejeitar, os falsos mestres, que humanamente ofereciam tudo o que se podia desejar.

Ao fazer a comparação, ele reconhece que nada é, que não tem nenhum mérito diante de Deus, que apenas faz, como Jesus tinha falado, o dever dele. E é justamente essa percepção de si mesmo que o permite a falar a seu próprio respeito.

Deus da verdade, obrigado por nos dar a liberdade de falar de tudo, inclusive nós mesmos, com a clareza da realidade que o Senhor nos revela.

Zelo que vem de Deus

Na luta pela fidelidade dos irmãos.

batalha espiritualO que você faz quando aparece uma ameaça à saúde ou à vida de um ente querido, digamos, um filho, ou o cônjuge? Você luta! Faz de tudo para protegê-lo. É isso que Paulo faz pelos convertidos a Cristo em Corinto.

O zelo que tenho por vocês é um zelo que vem de Deus. Eu os prometi a um único marido, Cristo, querendo apresentá-los a ele como uma virgem pura.
2 Coríntios 11.2 NVI

Como um pai cuida da filha até ela casar-se com o prometido, Paulo nunca deixou de trabalhar pelos coríntios, para que estes chegassem no dia final, preparados para encontrar-se com Cristo.

Quando via ensinamentos ou influências que ameaçavam o encontro dos coríntios com Cristo, ele entrava em ação para neutralizá-los.

Quem falta zelo pelos seus irmãos nada fará. Quem pensa mais em sua reputação ou em sua própria pele ficará em silêncio.

Deus que se tornou vulnerável pela salvação do mundo, faça-me zeloso, ciumento, prestativo, para não deixar que nada perturbe a caminhada dos meus irmãos.

Quem aprova?

É Quem conhece a todos.

Deus é juizNão importa o que você pensa de si mesmo. Aprovando ou não, sua opinião, por mais incrível que pareça, não é a que conta. Deus não carimba a opinião nossa a nosso respeito, seja de aprovação, seja de reprovação.

Pois a pessoa só é aprovada quando o Senhor a aprova e não quando é aprovada por si mesma.
2 Coríntios 10.18 NTLH

O Senhor não nos deixa no escuro quanto ao critério que ele usa para aprovar as pessoas. Ele julga conforme seu próprio carácter. Por isso, devemos ser como ele. Cristo nos santifica e o Espírito nos transforma na sua imagem. A Bíblia revela como é Deus.

Resta saber se faremos, ou não, a vontade de Deus conforme revelada nas Escrituras.