O que significa buscar a Deus

2 Crônicas 17.3-4: Josafá ilumina o significado da frase.

De certa forma, a frase: “buscar a Deus”, está aberta a interpretação variada, se não estamos bem informados pela própria Escritura Sagrada. O autor das Crônicas relata o que significa esse conceito, ao olhar a vida do rei Josafá, de Judá.

O Senhor esteve com Josafá porque, em seus primeiros anos, ele andou nos caminhos que seu predecessor Davi tinha seguido. Não consultou os baalins, mas buscou o Deus de seu pai e obedeceu aos seus mandamentos, e não imitou as práticas de Israel.
2 Crônicas 17.3-4

  1. Ele andou nos caminhos do rei Davi. Buscar a Deus significa seguir bons exemplos de pessoas que já o fizeram.
  2. Ele não consultou os baalins (falsos deuses), nem imitou as práticas injustas e imorais de Israel. Buscar a Deus significa rejeitar a idolatria e a imoralidade.
  3. Ele obedeceu aos mandamentos de Deus. Buscar a Deus significa conhecer e obedecer aos mandamentos divinos.

Uma análise do Novo Testamento mostra que os mesmos passos valem para os que querem buscar a Deus sob a nova aliança de Cristo. Não vivemos na era da lei de Moisés, mas a busca de Deus supera as ordenanças da velha aliança, fazendo com que o exemplo de Josafá continua válido para nossos dias.

Para maiores detalhes, ver “Alguns minutos com alguém que te ama“.

Trabalho recompensado

2 Crônicas 15.7: Trabalhe, a recompensa virá, então não desanime!

A natureza humana gosta de ver resultados do seu trabalho. Precisa sentir que seus esforços estão fazendo uma diferença, que estão valendo alguma coisa.

Mas, sejam fortes e não desanimem, pois o trabalho de vocês será recompensado”.
2 Crônicas 15.7

Hoje, no reino de Deus, não podemos dizer quando veremos a recompensa do nosso trabalho. Deus é o produtor, ele faz crescer. Talvez, vejamos resultados só depois da nossa partida. Mas, geralmente, há frutos que se pode ver aparecendo como resultado de nossos esforços: pessoas convertidas, irmãos edificados, serviços assumidos.

Outra recompensa valiosíssima do nosso trabalho é o efeito em nós mesmos, isto é, a nossa própria fidelidade. Na constância da obra de Deus, desenvolvemos a disciplina. Deus vai trabalhando em nós a sua santidade.

Como a volta de Cristo, não devemos pensar que demora (da nossa perspectiva) é falha na promessa de Deus. Cristo virá, e também virá a recompensa do nosso trabalho, mesmo que venha junto com o Senhor.

O poder da sua influência é grande

2 Crônicas 26.5: Você muda a vida de muita gente.

Eu preciso de ajuda. Você também precisa. Não há quem não precisa de ajuda para chegar até Deus e continuar no bom caminho. Somos a cada momento influenciados por alguém. Cristo escolhe seus seguidores para ser pessoas que influenciam grandemente os outros, com efeito eterno.

Mesmo no Antigo Testamento, Deus colocou pessoas entre o povo para ter influência na vida dos outros. Continue lendo “O poder da sua influência é grande”

‘Para trazê-los de volta para ele’

2 Crônicas 49.15: Deus não age conforme as nossas expectativas.

As intenções de um nem sempre ficam claras para todos. As motivações divinas também nem sempre são compreendidas pelas pessoas. Por isso, precisamos estudar com cuidado a palavra de Deus. Continue lendo “‘Para trazê-los de volta para ele’”

Seguindo o exemplo do pai

2 Crônicas 26.4: Ele seguiu o exemplo do pai.

Como é bom ter exemplo de piedade e santidade a seguir! Como é bom seguir tal exemplo!

Seguindo o exemplo do seu pai, Uzias fez aquilo que agrada a Deus, o Senhor.
2 Crônicas 26.4 NTLH

Na família há oportunidade de dar exemplo de piedade e de seguir um bom exemplo. Continue lendo “Seguindo o exemplo do pai”

Não deixe meu sorvete derreter

Qual a minha razão fraca de não servir a Deus?

Quando na semana passada a polícia perguntou a uma motorista americana por que deixou o local do acidente que causara, ela respondeu: “Fui embora porque não queria que meu sorvete derretesse”.

Esta senhora está com suas prioridades no lugar certo! Afinal, estava quente naquele dia. (Mais de 40ºC.) Não importa que ela tinha batido em outro carro, causado danos materiais e—quem sabe—poderia ter deixado o outro motorista com ferimentos.

Mas o importante é não deixar o sorvete derreter.

A razão dela é fraca e parece absurda.

Mas também não são assim as nossas razões por negar ao Senhor nosso melhor serviço, nosso ser inteiro?

Nossas almas correm perigo duma eternidade distante de Deus—e estamos preocupados com o sorvete.

Nosso próximo anda em direção à destruição—e estamos rearrumando a quinquilharia na pratileira.

Hoje é o dia da salvação. O serviço de Deus nos chama. Quem responderá ao seu chamado?

“Amasias, filho de Zicri, (…) se apresentou voluntariamente para o serviço do Senhor” (2Cr 16.16 NVI).

O modelo original

Os homens encarregados do trabalho eram diligentes, o que garantiu o progresso da obra de reforma. Eles reconstruí­ram o templo de Deus de acordo com o modelo original e o reforçaram.
2 Crí´nicas 24.13

Atalia, a rainha mãe, e seus filhos tinham arrombado o templo de Deus. O bom rei Joás resolve fazer reparos para que o povo de Deus volte a oferecer sacrifí­cios.

Ele tomou o cuidado de reformar o tempolo conforme o modelo original que Moisés tinha recebido do Senhor. Assim, ele teria certeza de que as reformas seriam aceitas por Deus.

As igrejas hoje Não são mais o que deviam ser, conforme o modelo original do Novo Testamento. Têm sido arrombadas, prostituí­das, desviadas. É preciso voltar ao modelo apresentado por Jesus e seus apóstolos no Novo Testamento, a fim de garantir que Deus se agrade de nossos sacrifí­cios.

Quem será diligente para fazer isso?

Por meio dessa visita

Por meio dessa visita [de Acazias a Jorão], Deus provocou a queda de Acazias.
2 Crônicas 22.7a

Deus não precisa de milagres para cumprir a sua vontade e realizar o seu propósito no mundo. Ele usa eventos comuns e situações a fim de caminhar a história para o fim que ele deseja.

Enquanto ficamos esperando que aconteçam grandes maravilhas, Deus quer trabalhar no nosso dia-a-dia.

Se buscarmos honrá-lo, ele fará com que as coisas cooperem para o nosso bem. Mas se, como no caso do rei Acazias, fizermos o que Deus reprova, ele usará os eventos na vida para a nossa ruí­na.

Disto podemos ter certeza: Deus trabalha em nossa vida e o resultado depende de nossa atitude para com ele.

Quando vocês estão com ele

O Espí­rito de Deus veio sobre Azarias, filho de Odede. Ele saiu para encontrar-se com Asa e lhe disse: “Escutem-me, Asa e todo o povo de Judá e de Benjamim: O Senhor está com vocês quando vocês estão com ele. Se o buscarem, ele deixará que o encontrem, mas, se o abandonarem, ele os abandonará.
2 Crí´nicas 15.1-2

Buscar Deus na BibliaPor que Deus Não está conosco? Milhares de pessoas têm feito essa pergunta em todas as épocas.

A resposta é simples: ele Não está conosco, porque nós Não estamos com ele.

Não é falta de vontade da parte de Deus, mas da nossa parte.

Estaremos com ele somente quando o buscarmos de todo o coração e de toda a alma (verso 12).

Ele nos aguarda hoje para ser encontrado por nós.

Resta apenas uma díºvida: nós é que vamos buscá-lo?