Por amor ao Senhor, lançou-se ao mar

João 21.7: Qual o nosso nível de entusiasmo pelas coisas de Deus?

No seu desespero após a morte de Jesus, os discípulos não viam outra alternativa se não voltar aos seus ofícios, mesmo sabendo que Jesus tinha ressuscitado dos mortos. Mas esta aparição do Senhor, com a pesca miraculosa, mudou tudo. Continue lendo “Por amor ao Senhor, lançou-se ao mar”

Saudade não é só do brasileiro

Filipenses 2.26: A língua grega também sabe falar de saudades.

Alguns pensam que, além do português, nenhuma outra língua tem uma palavra equivalente ao termo “saudades”. Todas as línguas, porém, possuem termos que expressam bem o leque de emoções que o ser humano sente. Continue lendo “Saudade não é só do brasileiro”

Cuide dos interesses alheios

Filipenses 2.4: Aqui temos excelente descrição do amor.

A unidade requer que o foco das atenções esteja no próximo e não em mim. Pela conversão, já mudamos o foco, pois Cristo morreu para salvar os outros. Assim, seguimos o exemplo dele, verso 5, mas Paulo agora afirma o princípio antes de ilustrá-lo na vida do Senhor. Continue lendo “Cuide dos interesses alheios”

Falar sem praticar, para Deus é abominação

1 João 2.9: Não há amor maior dentro da família de Deus do que ajudar o irmão a se firmar na fé.

Não pense que se pode falar bem de Deus, de Jesus, da Bíblia, da oração, da espiritualidade, e tratar mal ao próximo. São dois os mandamentos maiores: amar a Deus e ao próximo. Não podemos escolher a prática religiosa que queremos. Continue lendo “Falar sem praticar, para Deus é abominação”

Se Deus é amor, ele não pode odiar, certo? Errado!

Salmo 11.5: Num site de mídia social, publiquei um link a uma oração minha. O intuito da oração: "Odeio as coisas que Deus odeia". Uma pessoa rejeitou a ideia do ódio de Deus Respondi desta forma:

Num site de mídia social, publiquei um link a uma oração minha. O intuito da oração: “Odeio as coisas que Deus odeia”.

Uma pessoa rejeitou a ideia do ódio de Deus. Deus é amor — disse ela — e o ódio é o oposto do amor.

Respondi desta forma: Continue lendo “Se Deus é amor, ele não pode odiar, certo? Errado!”