Nem sempre Deus precisa fazer milagre

Atos 5.40: Deus usou uma das pessoas menos esperadas.

A pregação da Boa Nova de Cristo devia ter convencido os judeus, pois esperavam o Messias, tinham as Escrituras que falavam dele e testemunharam os milagres do Senhor. Mas não! Mataram-no e teriam feito o mesmo com os apóstolos. Os membros do Sinédrio “ficaram furiosos e queriam matá-los” Atos 5.33.

Somente não mataram porque Deus agiu. Quer ver como ele fez para salvar os Doze? Continue lendo “Nem sempre Deus precisa fazer milagre”

As maravilhas de Deus em nossa própria língua

Atos 2.11b: O evangelho para cada idioma!

Como seria encontrar uma cura para o câncer mas deixar de divulgá-la e oferecê-la ao mundo? Seria um contrassenso! Deus trouxe à humanidade a cura para o pecado. Ele quer que todos a conheçam e a aceitem. Continue lendo “As maravilhas de Deus em nossa própria língua”

Ações revelam intenções

Atos 11.22: O que pretendia a igreja em Jerusalém?

Há muita discussão sobre a reação da igreja em Jerusalém às notícias das conversões em Antioquia, em Atos 11. Será que estavam preocupados e queriam estabelecer sua autoridade sobre os novos convertidos? Ou queriam apenas apoiar o novo trabalho?

Gente nas denominações que trabalham com hierarquias e exercício de poder tendem a ver sua próprias tendências na atitude da igreja em Jerusalém. (Chamam ela de “igreja-mãe”.)

Mas as ações tomadas pela igreja em Jerusalém mostra uma alegria com a notícia e uma decisão de apoiar e contribuir com o novo trabalho. Veja só quem escolheram enviar. Continue lendo “Ações revelam intenções”

Final feliz e novo capítulo

Atos 28.31: A história tem final feliz e continuidade com cada um de nós.

Quem não gosta de final feliz? O livro de Atos termina com a pregação aberta do evangelho por parte de Paulo. Não pense no fato de ele estar preso. Pense no fato de a Boa Nova não estar preso, 2 Timóteo 2.9. Continue lendo “Final feliz e novo capítulo”

‘Pensaram que haviam obtido o que desejavam’

Atos 27.13: Enganam também as circunstâncias.

Não somente enganam as aparências como também as circunstâncias. Interpretamos momentos como sendo favoráveis aos nossos planos, para logo enfrentar a tempestade que tudo destrói. Continue lendo “‘Pensaram que haviam obtido o que desejavam’”

Ação: Dar

Atos 20.35: Aqui é satisfação maior, segundo o próprio Jesus.

LER: “Em tudo o que fiz, mostrei-lhes que mediante trabalho árduo devemos ajudar os fracos, lembrando as palavras do próprio Senhor Jesus, que disse: ‘Há maior felicidade em dar do que em receber’” At 20.35.

PENSAR: A oferta dominical é apenas reflexo de uma vida marcada pela generosidade e pela disposição de dar. É um dos verbos mais associados com Deus, Lc 11.13; Jo 3.16; Rm 8.32; Tg 1.5. E com seu povo, Pr 20.26; Mt 5.40, 42; Lc 6.38; Rm 12.20. Aqui é satisfação maior. Continue lendo “Ação: Dar”

Ação: Ser imerso

Atos 22.16: A decisão de levantar-me é minha.

LER: “E agora, que está esperando? Levante-se, seja imerso e lave os seus pecados, invocando o nome dele” Atos 22.16 BND.

PENSAR: Quem crê em Jesus, decidido a mudar a vida, não deve demorar. Sem imersão, não há perdão. Neste momento, a oração não resolve—somente a obediência. A decisão de levantar-me é minha. Continue lendo “Ação: Ser imerso”

Ação: Mudar-se

Atos 17.31: Deus ordena que todos se arrependam.

LER: “No passado Deus não levou em conta essa ignorância, mas agora ordena que todos, em todo lugar, se arrependam” Atos 17.30 NVI.

PENSAR: O arrependimento, uma ordem de Deus, é a decisão de se mudar. Abandonamos os ídolos (nossas preferências) para servir a Deus, 1Ts 1.9-10. Deus não permite mais a ignorância do passado. Continue lendo “Ação: Mudar-se”