Ação: Apegar-se

2 Tessalonicenses 2.15: Não fale mais do que a Bíblia fala, nem menos do que ela fala.

LER: “Portanto, irmãos, permaneçam firmes e apeguem-se às tradições que lhes foram ensinadas, quer de viva voz, quer por carta nossa” 2Ts 2.15.

PENSAR: Sem a viva voz apostólica, temos os escritos sagrados no NT. As tradições são os ensinos que Cristo deu aos apóstolos e profetas no Iº Séc. Não se deve ir além do que está escrito, 1Co 4.6, acrescentar à palavra de Deus nem dela tirar, Dt 4.6; Pr 30.6; Ap 22.18-19. O que foi transmitido pelos apóstolos deve ser praticado exatamente, 1Co 11.2. Continue lendo “Ação: Apegar-se”

Ação: Ler

Lucas 10.26: Nas Escrituras estão o poder de Deus e a vida eterna.

LER: “‘O que está escrito na Lei?’, respondeu Jesus. ‘Como você a lê?’” Lc 10.26.

PENSAR: A família de Deus é povo que lê. Medita sempre na lei de Deus, Sl 1.2. Todos devem ouvir a palavra do Senhor, 1Ts 5.27. Seremos julgados por ela, Jo 12.48; Hb 4.12-13. Zelo tem de ser acompanhado por conhecimento, Rm 10.2. Devemos nos destacar no conhecimento, 2Co 8.7, entre outras coisas. Nas Escrituras estão o poder de Deus, Mt 22.29, e a vida eterna, Jo 5.39. Devemos examiná-las todo dia, At 17.11. Continue lendo “Ação: Ler”

Nada de novidade! Voltemos para as tradições apostólicas

2 Tessalonicenses 2.15: Nada de novidade! Dê-nos a sagrada tradição.

Hoje, as pessoas são piores do que os antigos atenienses que viviam por novidades. “Todos os atenienses e estrangeiros que ali viviam não se preocupavam com outra coisa senão falar ou ouvir as últimas novidades” Atos 17.21. Continue lendo “Nada de novidade! Voltemos para as tradições apostólicas”

Deus é bom

Se Deus é bom, ele faz o bem.

Muita gente acusa a Deus de não ser bom porque o culpam pelo mal que veem no mundo. É o mesmo do homicida acusar o juiz de homicídio.

No verso anterior, o salmista fala de ter sido castigado. Também sofria pelas mãos dos ímpios. Nem por isso questiona a bondade de Deus.

Tu és bom, e o que fazes é bom; ensina-me os teus decretos.
Salmo 119.68

O ser humano nem sabe o que é bom, a não ser que Deus o revele. Na sua essência Deus é bondade. Seus atos benfazejos têm sua origem na sua bondade.

Se Deus é bom e faz o bem, devemos desejar conhecer suas ordens. Pois estas demonstram também a bondade divina. A lei de Deus também nos fará bem, mesmo que não reconheçamos tal bondade.

Deus bondoso, ensine-nos o que significa a bondade para sermos bons como o Senhor é bom.

A Escritura merece degustação

A lei divina é objeto do amor.

A Escritura não apenas oferece um versículo para ler num dado momento do dia para depois deixar de lado. Ela merece degustação. Cada palavra tem significado. Cada frase carrega poder.

Deus é bom e tudo o que ele dá traz benefício.

Devemos ter uma reação à sua bondade, o amor por tudo o que ele faz e não menos à Escritura, pois a palavra dele é vida.

“Como eu amo a tua lei! Medito nela o dia inteiro”.
Sl 119.97 NVI

Lei de homem e a de Deus são duas coisas bem distintas. A lei de Deus sempre é motivo de alegria, pois nos mostra o caráter dele e como nos aproximar dele em retidão.

Dois níveis de hierarquia na igreja

A qual dos dois você aspira?

Jeffrey Pfeffer é Professor de comportamento organizacional na Stanford Graduate School of Business. Ele ensina a matéria “Caminhos ao poder” aos seus alunos. No seu livro, Poder: Porque alguns têm, ele afirma que nos negócios o maior fator para o sucesso é o poder e não o desempenho. A Standford Business Magazine Online fez reportagem sobre sua posição:

Outro obstáculo é a dependência da literature de liderança escrita por pessoas que oferecem suas carreiras como modelo, mas “omitem, conscientemente, os jogos do poder que usaram na verdade para chegar ao topo”. A habilidade destes líderes de se autopromover como nobres e bons é a razão por que alcançaram altos níveis, diz Pfeffer. Pode ser que seus conselhos sejam corretos, “mas a maior probabilidade é que sejam apenas servindo a si próprios”.

O modelo de negócios do mundo, escondendo a ambição e as lutas por poder e posição, nunca podem servir como modelo para a igreja. A tentativa na igreja para promover a “liderança de servo” está errada desde a raiz, é contradição de termos, é empréstimo de linguagem proibida pelo Senhor.

“Vocês são concidadãos dos santos e membros da casa de Deus.”
Ef 2.19

Cada cristão é apenas membro na casa de Deus. Deus é Pai, Dono, Autoridade. Não existe lugar para a ambição, para as lutas de poder, para o exercício de autoridade sobre a fé dos outros.

Existem apenas dois níveis de hierarquia na igreja: o do Senhor, o Líder que detém todo poder e autoridade, e o dos seus servos.

A qual nível aspira você?

 

Bibliólatras

Se gostássemos da Bíblia, como muitos gostam do chocolate …

desejo pela palavra de DeusChocólatras não conseguem imaginar a era antes do chocolate. Os europeus acrescentaram açúcar e leite à amarga bebida dos maias para torná-lo um doce ou sobremesa. Evidência recente sobre o valor do chocolate para a saúde deu mais justificava aos entusiastas para sua devoção.

Israel nunca experimentou o chocolate, mas apreciava alguns doces. O mel era um favorito. Mas mesmo o mel não podia comparar à palavra de Deus para os devotos.

Como são doces para o meu paladar as tuas palavras!
Mais que o mel para a minha boca!
Salmo 119.103 NVI

Se a lei de Deus foi tão preciosa assim para os judeus, quanto mais é a Escritura da nova aliança para os seguidores de Cristo!

Abramos a Bíblia com prazer e expectativa maior do que uma caixa de chocolates.

Sua palavra, ó Deus, é o sopro da vida, a alegria da alma, o prazer do paladar espiritual.

Segure este pensamento: O Criador quer falar comigo,/ Suas palavras uma festa, convite de amigo.