Deus fala do ‘dia do Senhor’ esperando mudança

Ezequiel 30.3: O dia do Senhor significa juízo. Ouviremos o aviso?

A nação de Israel procurou no Egito força militar para manter a Babilônia à distância. Mas Deus mostrou a todos que é soberano, que sua aliança ainda está válida. Continue lendo “Deus fala do ‘dia do Senhor’ esperando mudança”

Não encontrou ninguém

Ezequiel 22.30: Será estes versículo uma profecia do nosso tempo?

Que dia triste quando não se achou ninguém que se importava o bastante com o povo de Deus para impedir que fosse destruído.

Procurei entre eles um homem que erguesse o muro e se pusesse na brecha diante de mim e em favor desta terra, para que eu não a destruísse, mas não encontrei nenhum.
Ezequiel 22.30 NVI

O povo de Israel foi destruído como um todo porque ninguém procurava impedir a idolatria e a injustiça no seu meio. Continue lendo “Não encontrou ninguém”

O poder de falar entre eles

Deus é quem faz a palavra ter efeito.

Puxei uma versão inglesa, a New English Bible, para fazer uma leitura de relance, hoje de manhã, e esta tradução me chamou atenção:

Naquela hora farei crescer novos brotos de Israel, e lhe devolverei o poder de falar entre eles, e eles saberão que eu sou o Senhor.
Ezequiel 29.21 NEB (minha tradução)

Alguns entendem o verso como o desfazer da mudez do profeta (Ezequiel 3.26), a qual ocorrerá finalmente no 33.22.

De qualquer maneira, quando sentimos que nossas palavras ficam sem efeito, Deus cria o momento quando volta o poder de falar entre o povo, e o Espírito convence e converte.

Deus da palavra viva, aguardo pelo seu poder, a fim de falar com eficácia.

Segure este pensamento: Deus é quem faz a palavra ter efeito, na hora dele.

 

Você não quis

Ora, a sua impureza é a lascívia. Como eu desejei purificá-la, mas você não quis ser purificada, …
Ezequiel 24.13a-b

Por mais quente que ficasse o fogo purificador de Deus, o povo dele não quis deixar a idolatria, retratada por ele como a imoralidade, a infidelidade espiritual. Continue lendo “Você não quis”

Também os julgarei

Assim como julguei os seus antepassados no deserto do Egito, também os julgarei. Palavra do Soberano, o Senhor.
Ezequiel 20.36

Mudam os tempos, os costumes, o clima, o corpo. Embora, como jovens, gostemos de mudanças, com o passar dos anos aprendemos a resisti-las. Elas nos incomodam, sentimo-nos aborrecidos com elas. Preferimos o conhecido e o confortável. Queremos algo em que podemos depender, sólido, firme, com que podemos contar.

Deus nunca muda. Sua natureza, seu caráter, sua maneira de fazer as coisas, são sempre os mesmos. Isso, de um lado, traz grande alí­vio. O Senhor Não é inconstante e Não age pelo impulso, mas sempre pelo princí­pio, isto é, pelo seu caráter.

Por outro lado, podemos saber que, se ele julgou os antigos pela sua desobediência e rejeição do seu caminho, enfrentaremos o mesmo Deus e o mesmo juí­zo como eles. Não devemos pensar que escaparemos.

Pois algumas coisas nunca mudam.

Em pé

Ele me disse: “Filho do homem, fique em pé, pois eu vou falar com você”. Enquanto ele falava, o Espí­rito entrou em mim e me pí´s em pé, e ouvi aquele que me falava”.
Ezequiel 2.1-2

Quando o Senhor ordena, ele capacita. Com o seu mandamento ele dá o Espí­rito para poder cumprir. Quando ele fala, ele nos dá condiçíµes de ouvir.

E quando nos coloca em pé, assim ficaremos.

O biblista inglês, F.F. Bruce, escreveu que Ezequiel “tinha caí­do, mui naturalmente, ante a visão da glória de Deus, mas quando um homem que assim tem se humilhado é levantado para ficar em pé perante Deus, ele pode resistir firme face todo vento adverso que sopra”.

Abracemos, portanto, todo mandamento do Senhor, sabendo que o seu Espí­rito está pronto para entrar em nós para que cumpramos tudo o diz nosso Mestre.