‘Isto é obra do Senhor!’

Lucas 1.25: Deus escolhe pessoas para seu projeto.

obra-deus

Deus tem, desde antes da criação do mundo, um grande projeto de amor. O alvo deste projeto é o ser humano. O mais surpreendente de tudo: ele chama seres humanos para participar deste projeto e para avançar o interesse do seu reino.

Em Lucas 1, três pessoas são escolhidas para fazer parte do projeto, em momento crítico do seu cumprimento. Zacarias, Isabel e Maria, cada um na sua condição individual, mas todos como servos obedientes a todos os mandamentos do Senhor, v. 6, são chamados para se submeterem à obra do Senhor e serem instrumentos da sua poderosa mão, v. 66. Continue lendo “‘Isto é obra do Senhor!’”

Deus que faz

Ele faz o que não podíamos fazer.

Deus fazA Boa Nova é a história do que Deus fez, e faz, em Cristo. Temos sim de responder à sua iniciativa, mas a tônica da mensagem da salvação recai na ação de Deus.

Isto foi feito de acordo com o propósito da vontade daquele que faz todas as coisas.
Efésios 1.11b VFL

Não devemos incorrer no erro calvinista que o ser humano nada mais é do que um marionete. Por outro lado, não devemos pensar que ele é quem constroi o reino ou que garante o seu destino eterno.

Não existe, propriamente dito, a história humana. Esta é apenas uma reação pró ou contra a ação de Deus pela sua criatura. A história pertence ao Senhor. A história conta o cumprimento do seu plano. A carta aos Efésios deixa claro que é Deus “que faz todas as coisas”.

Louvado seja o Senhor, que agiu quando nós estávamos paralizados na nossa incapacidade espiritual.

Segure este pensamento: Deus quis, Deus fez, Deus age hoje em nosso favor.

 

Passivo divino

Deus não é nada passivo.

Os judeus evitavam usar o nome de Deus numa reverência exagerada. Colocavam os verbos na voz passiva para evitar pronunciar seu nome.

O quinto anjo tocou a sua trombeta, e vi uma estrela que havia caído do céu sobre a terra. À estrela foi dada a chave do poço do Abismo.
Apocalipse 9.1 NVI

O livro de Apocalipse está repleto do que hoje é chamado do “passivo divino”, a voz passiva indicando a ação divina. Veja só neste parágrafo do nono capítulo:

  • “lhes foi dado poder”, verso 3
  • “foi-lhes dito”, verso 4
  • “foi-lhes permitido”, verso 5

No Novo Testamento este uso do passivo divino parece indicar que, no fundo, Deus está sempre agindo, no controle dos eventos, embora não tão visível aos olhos humanos, mas de qualquer forma conduzindo a história para o fim por ele determinado.

O verbo pode estar na voz passiva, mas Deus não é nada passivo.

Procurando entender

O ser humano quer entender.

querer entenderFomos criados para procurar entender as coisas. Para o ser humano, os eventos têm de fazer sentido. Mas às vezes não conseguimos compreender por que a vida toma os rumos que leva. Questionamos.

De noite eu me lembrava de minha canção; meditava em meu coração; e meu espírito ficava procurando entender.
Salmo 77.6 BL

O salmista não conseguia fazer sentido da sua situação, ficava imaginado quando Deus iria mudá-la, o que estava fazendo e por quê.

Descobriu que a chave para a compreensão de Deus estava no passado, nos seus atos e na revelação da sua pessoa santa.

Bom é questionar e procurar entender. Satisfação é meditar no que Deus já fez.

Estado de calamidade pública

Ele diz à neve: “Caia sobre a terra”, e à chuva: “Seja um forte aguaceiro”. Ele paralisa o trabalho de cada homem, a fim de que todos os que ele criou conheçam a sua obra.
Jó 37.6-7

Como recentemente no sul do Brasil, com as enchentes, o mau tempo vira manchete quando afeta a vida e rotina da população. Continue lendo “Estado de calamidade pública”

Interesse histórico

Uma geração louvará as tuas obras ã outra geração, e anunciará os teus atos poderosos. Na magnificência gloriosa da tua majestade e nas tuas obras maravilhosas meditarei.
Salmo 145.4-6 AVR

O cristão estuda a história. Nem tanto a história humana, mas a divina. O mais interessante Não são as datas, os lí­deres, as guerras, nem as invençíµes dos seres humanos, mas sim os movimentos, os milagres, as respostas, os resgates, as palavras e as promessas do Altí­ssimo.

Acima de tudo, é de especial interesse do cristão aquele que é Deus na carne, Jesus Cristo. As suas obras e palavras são as mais preciosas.

Pois o que Deus fez, e faz, Não é assunto de mera curiosidade nem contribui, como a história humana, para entender os tempos presentes.

O assunto é pessoal. Ele quer fazer grandes coisas na minha vida.

Os grandes feitos de Deus na história significam que a história pode se repetir na minha vida também.