Quando se quer intensamente

Vamos dar um jeito.

Quando alguém quer estar junto aos santos, encontrará um jeito. Quando se tem a prioridade correta, o discípulo cria sua oportunidade de estar com a igreja.

Paulo tinha resolvido não parar na cidade de Éfeso para não ficar muito tempo na província da Ásia. Ele estava com pressa, pois queria chegar a Jerusalém, se possível, antes do dia de Pentecostes. Em Mileto Paulo mandou chamar os presbíteros da igreja de Éfeso para se encontrarem com ele.
Atos 20.16-17 NTLH

Se não pode ir até a montanha, diz o ditado, faça com que a montanha venha até você. Parece que há algo bíblico sobre o mover montanhas, também. Quando se quer algo intensamente, acaba fazendo acontecer. Foi isso que Paulo fez.

Mais cedo, Paulo tinha demorado sete dias em Trôade para se reunir com a igreja, mesmo estando ele com muita pressa (versos 6-7).

Não somos apóstolos que podem esperar que outros se adaptem à nossa agenda, mas o ponto ainda é válido que, quando realmente queremos, reuniremo-nos com o povo de Deus, e isso frequentemente.

Pai da família espiritual, dê-me um desejo maior para estar no meio do seu povo.

Segure este pensamento: O melhor lugar de todos é no meio da família de Deus.

Da família para a igreja

Não pode fazer o bem na igreja se não o faz na família.

Criar uma família no caminho de Deus apresenta um desafio e serve como bom treinamento para o supervisor da igreja. Paulo cita como um dos requisitos para o pastor a vida familiar estável sob seus cuidados.

Pois, se alguém não sabe governar sua própria família, como poderá cuidar da igreja de Deus?
1 Timóteo 3.5 NVI

Cuidar da igreja exige mais ainda, pois há mais pessoas e menos controle. Não é à toa que Paulo usa os termos “governar” para a família e “cuidar” para a igreja.

Ao mesmo tempo, a dinâmica da família serve bem para preparar um homem para o trabalho de pastorear a igreja, garantindo ao mesmo tempo que ele tenha uma idade, como ancião, que reflete uma certa experiência e sabedoria de vida.

Pai, multiplique dentre o seu povo homens que guiem a igreja no crescimento e na maturidade.

Segure este pensamento: A igreja progride conforme a qualidade dos seus supervisores.

Quem não vai, não se converteu ainda

Quem converte, vai.

Nos domingos de manhã, a caminho da reunião da igreja, vemos pessoas fazendo caminhada e cooper e andando de bicicleta. Ao longo da pequena distância que andamos, são dezenas de pessoas que se levantam no seu dia de folga para cuidar da saúde.

E todo o povo se levantava cedo pela manhã e ia ao templo para ouvi-lo.
Lucas 21.38 VFL

Enquanto isso, pouquíssimos conseguem levantar pela manhã para se encontrar com Jesus.

Ir na igreja não faz de você um cristão. É isso que as pessoas adoram falar. E tem uma pitada de verdade.

Por outro lado, você não pode ser um cristão sem servir aos irmãos, sem participar da vida da igreja, sem estar presente no meio do povo de Deus.

Quem segue a algum tempo Deus Conosco sabe que falamos pouco sobre “frequência à igreja”. Porque quem é realmente convertido a Cristo levanta cedo (ou qualquer que seja o horário) para ouvi-lo no meio da igreja.

Quem não vai, não se converteu ainda.

Supervisores e servidores

Filipenses 1.1: Para o bom funcionamento do corpo de Cristo.

presbiteros-bispos-diaconosNão usam trajes especiais, nem títulos, nem recebem nenhuma veneração. Não há como identificá-los ou distingui-los dos demais cristãos.

Paulo e Timóteo, servos de Jesus Cristo, a todos os santos em Cristo Jesus, que estão em Filipos, junto com os supervisores e servidores.
Filipenses 1.1 BLivre

Mesmo assim, os supervisores e servidores têm uma função distinta na comunidade dos cristãos, para o bom funcionamento do corpo de Cristo. Diferentes dos demais, eles têm certas qualificações (Tito 1; 1 Timóteo 3). Suas funções são bem delineadas também.

Por isso, Paulo os menciona na saudação da sua carta aos cristãos filipenses. E talvez também pelo papel deles na decisão de enviar-lhe ajuda para sua missão de pregação do evangelho, tema importante na carta.

Tais ministérios, tão críticos para comunidade, devem ser almejados, mas não cobiçados. Quando todos evangelizam como devem, haverá homens dispostos a servir nestas funções.

Pai, que a igreja evangelize para que haja no seu meio homens fiéis e qualificados para servir como supervisores e servidores, no espírito da humildade de Cristo. Amém.

Igreja unida e global

Isso veio do Senhor Jesus.

IgrejaUma Bíblia de estudo em inglês comentou 2 Coríntios 9.13: “Paulo teve a visão de uma igreja cristã unida e global, a qual se tornaria uma testemunha poderosa à obra de reconciliação do Senhor”. De fato. E não somente Paulo, mas isso veio do Senhor Jesus.

E também eu te digo, que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja; e as portas do mundo dos mortos não prevalecerão contra ela.
Mateus 16.18 BLivre

O problema: Os homens abandonaram a Palavra de Deus para construir suas próprias igrejas (denominações).

A solução: Não o ecumenismo, que ignora as diferenças substanciais, mas sim a restauração da Bíblia como Palavra de Cristo que tem autoridade única, o arrependimento das obras e doutrinas humanas entre as denominações e o retorno a falar apenas o que manda nosso Senhor Jesus Cristo.

Jesus edificou sua igreja. Os homens também construíram as suas. Qual vencerá contra as forças do Maligno?

Quando precisa, peça

Achamos que outros devem ler nossa mente.

FalarUm cartum mostra um casal maduro, sentado na sala, lendo o jornal. Ela pensa, sem falar: “De tanto tempo casados, sabemos o que o outro pensa”. E ele pensa, sem falar, em resposta: “De jeito nenhum!” Ninguém sabe o que outro pensa ou do que precisa sem que este comunique.

Sim, irmão, eu gostaria de receber de você algum benefício por estarmos no Senhor. Reanime o meu coração em Cristo!
Filemom 20, NVI

Paulo pede da parte de Filemom algo concreto. Quer que seu amigo envie seu escravo Onésimo para servir junto com ele, após ser convertido a Cristo durante sua fuga. Para Paulo, o homem fez jus ao significado do seu nome, “útil”.

Ao fazer o pedido, o apóstolo esperava uma resposta positiva, tanto que não o obrigava, mas lhe pedia este benefício. Escreveu a carta com a finalidade de fazer o pedido.

Da mesma forma, pedia e esperava da parte dos romanos e dos coríntios um benefício espiritual e material.

Qual a lição? Como Jesus ensinou, aquele que pede, recebe (Mateus 7.7-8).

E nós, achando que os outros devem perceber a nossa necessidade, deixamos de pedir. Que burrice!

 

Uma fruta estragada

A sã doutrina e a unidade, estas Deus preza.

DisciplinaUma fruta estragada estraga as outras. Por isso, separamo-na das outras logo para evitar maior estrago. O mesmo princípio funciona na igreja.

Se uma pessoa causar divisões entre os irmãos na fé, aconselhe essa pessoa uma ou duas vezes; mas depois disso não tenha nada mais a ver com ela. Pois você sabe que uma pessoa como esta abandonou completamente o evangelho, e os seus pecados provam que ela está errada.
Tito 3.10-11 NTLH

Tem gente que gosta de ficar discutindo a natureza da divisão, se uma pessoa é facciosa ou não, se suas atitudes são ou não causadoras de divisão. Paulo sabe que não é difícil identificar tanto a divisão como a pessoa facciosa. Não tem que ser um gênio para saber!

Nossa tendência é querer dar mais chances, ser pacientes, trabalhar mais com a pessoa, dar um tempo para a pessoa se amadurecer, mas a Escritura é clara: Depois de duas advertências, fora! O faccioso deve ser tratado como alguém que não pertence mais ao corpo de Cristo.

O caráter (“pervertida”, ARA) e a conduta (“vive pecando”, ARA) de tal pessoa comprovam a necessidade de tomar medidas que à primeira vista parecem severas, mas se tornam obrigatórias pelo perigo que apresenta sua ação no meio da igreja.

Isso porque a divisão na igreja é uma das transgressões mais sérias aos olhos de Deus.

Terra sem terremoto

No chão do alicerce da igreja de Deus, tudo calmo.

DoutrinaMais um terremoto no mundo ontem, desta vez no leste dos Estados Unidos, na escala 6.0, felizmente, sem mortes. Qualquer tremor, e já senti vários lá e cá, nos lembra que a terra não é tão firme assim.

Apesar disso, o sólido alicerce colocado por Deus permanece, marcado pelo selo desta palavra: “O Senhor conhece os que são seus”. E ainda: “Afaste-se da injustiça todo aquele que pronuncia o nome do Senhor.”
2 Timóteo 2.19 EP

A falsa doutrina não terá sucesso. Não abalará o alicerce de Deus. Não convencerá as pessoas que pertencem ao Senhor porque estas abandonam o pecado de tal ensinamento.

Os dizeres escritos no alicerce designam a natureza dele, a sua qualidade de firmeza, pela ação de Deus de selar o alicerce. Ele é que mantém tudo em pé. Ele que garante a autenticidade pelo selo, e afirma pertencer a ele.

Um comentarista/1 afirma que, pelas referências do Antigo Testamento citadas para os dizeres, o alicerce neste verso se refere de forma metafórica à igreja. Como em Números (fonte da primeira citação), “o povo tem de escolher entre os dois lados, assim estabelecendo sua identidade”.

1/ Philip H. Towner, The letters to Timothy and Titus NICNT (Eerdmans, 2006): 536-38.

Cada um pelo nome

Na igreja, temos nomes e não números.

individualidadeAs pessoas hoje são tratadas como membros de um grupo. Fala-se muito nas várias gerações e suas características próprias. A mídia adotou a massificação, termo esse que o dicionário define como a “adaptação de um fenômeno à massa, a um grande número de pessoas, pela supressão dos caracteres diferenciados que apresentava”. Não temos mais nomes, mas sim números.

A paz seja com você. Os amigos daqui lhe enviam saudações. Saúde os amigos daí, um por um.
3 João 15 NVI

“Cada um pelo nome”, traduz a Bíblia de Jerusalém. Na família de Deus, existe amigos, irmãos, indivíduos. Conhecemo-nos uns aos outros, ao invés de fazer parte de um grupo no qual perdemos a identidade, a individualidade.

Embora João, na sua carta a Gaio, não pudesse, por razões de espaço, citar os nomes, com certeza ele pensava no nome de cada irmão na congregação da qual Gaio fazia parte. E queria que este transmitisse este carinho.

Deus conhece meu nome. E meus irmãos também.

Jesus leva pro lado pessoal

A pergunta que Jesus faz a Saul no caminho a Damasco só faz sentido quando entendemos que a igreja dele está no centro das suas atenções.

Saulo no caminho de DamascoO que se faz, ou não faz, pela família de Cristo ele leva pro lado pessoal. Disse: “Foi a mim que fizeram” (Mt 25.31-46). Por isso o Senhor fala assim a Saulo, que perseguia a igreja de Deus:

Saulo, Saulo, por que você me persegue? (…) Eu sou Jesus, aquele que você persegue.
Atos 9.4, 5 NTLH

Perseguir a igreja significa perseguir a Jesus.

E tem gente que acha que a igreja é dispensável.

Se Jesus coloca a igreja no centro das suas atenções desta forma, podemos fazer menos do que ele?