Como? A pergunta mais fácil de responder

Juízes 6.15-16: Não façamos essa pergunta de Gideão.

Contamos apenas aqueles recursos que conseguimos enxergar e manipular. A tendência é humana e universal, ao longo dos milênios, de não levar em conta o poder de Deus. Continue lendo “Como? A pergunta mais fácil de responder”

Consequências da obediência parcial

Juízes 2.2b-3: A obediência parcial traz a condenação de Deus.

Após 40 anos no deserto, o povo de Israel aprendeu pouco. Tiveram alguns sucessos sob a liderança de Josué na conquista da terra de Canaã, mas o livro de Juízes registra seu fracasso de exterminar completamente os pagãos da terra.

Mas vocês não me obedeceram. Por que fizeram assim? Por isso, também eu lhes digo: ‘Não expulsarei os cananeus diante de vocês. Eles continuarão ao lado de vocês, e os deuses deles serão armadilha para vocês’.
Juízes 2.2b-3 EP

“Vê-se as consequências da obediência parcial” (C.E. Amerding, “Judges,” International Bible Commentary, F.F. Bruce ed. [Zondervan 1986] 315).

À pergunta do Senhor há apenas um silêncio total. O povo não tem defesa. Se Deus tem sido, e continua sendo, fiel à aliança, como poderiam eles pensar na infidelidade ao Senhor?

Não é que Israel nada fez; o povo deixou de obedecer completamente o  Senhor.

A palavra chave que abre e fecha o parágrafo (versos 1, 5) é o nome do lugar onde o Senhor falou a Israel. O povo o chamou de “Boquim”, que significa pranto, ou pranteadores. Pelo uso deste nome como moldura para a passagem, enfatiza-se a profunda tristeza da desobediência.

Depois do choro do povo, não veio outra palavra de Deus. Assim as coisas ficariam a partir deste momento. Esta palavra explica a situação durante a era dos juízes.

Virão sobre a igreja também os tempos sombrios dos juízes, pela nossa obediência parcial à nova aliança baseada no sangue de Cristo? À pergunta do Senhor: “Como poderiam fazer tal coisa?”, pode haver apenas um silêncio culposo.

Ó Deus, se todos falharem, que eu seja fiel.

Segure esta ideia: Quando abandonarmos de Deus a trilha,/ Os ídolos serão para nós uma armadilha.

Seja meu sacerdote

— Fique comigo — disse Mica — e seja o meu conselheiro e sacerdote. Eu lhe darei cento e quinze gramas de prata por ano, roupa e comida.
Juízes 17.10 BLH

Uma vez, após um estudo para mostrar o caminho de Deus a uns vizinhos, o marido me parou na varanda da casa e disse algo assim, em tom de brincadeira: “Vamos começar nossa própria igreja, construir um templo grande, e você será nosso pastor!” Continue lendo “Seja meu sacerdote”