A palavra que sustém o exausto

Deus nos ensina sua palavra que anima e capacita para animar.

“O Soberano, o Senhor, deu-me
    uma língua instruída,
    para conhecer a palavra
    que sustém o exausto.
Ele me acorda manhã após manhã,
desperta meu ouvido para escutar
    como alguém que está sendo ensinado”
Isaías 50.4

Deus chamou o profeta Isaías e lhe deu palavras inspiradas. Estas não somente julgaram Israel, mas ofereceram esperança e conforto àqueles que buscavam alívio do sofrimento e do pecado. Continue lendo “A palavra que sustém o exausto”

Vocês, orem assim

Mateus 6.9: Jesus veio nos ensinar o caminho do Pai, o caminho ao Pai.

Vocês, orem assim: “Pai nosso, que estás nos céus! Santificado seja o teu nome”. Mateus 6.9

O sermão do monte foi o grande ensino de Jesus—o seu grande ato—bem no início do seu ministério. Suas curas recebem um parágrafo; seu ensino, três capítulos. Seu ministério foi caracterizado pela instrução. Jesus veio ensinar o caminho do Pai, o caminho ao Pai. Continue lendo “Vocês, orem assim”

Jesus em pé

Atos 7.55-56: À direita de Deus Jesus fica sentado. Por que se pôs em pé?

Mas Estêvão, cheio do Espírito Santo, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus em pé, à direita de Deus, e disse: “Vejo os céus abertos e o Filho do homem em pé, à direita de Deus”. Atos 7.55-56

O sermão de Estêvão foi uma grande acusação contra os judeus. Ele os acusou de resistência ao Espírito Santo e recusa de obedecer a Lei. Ele pregou assim porque estava cheio do Espírito Santo. (Engana-se redondamente quem pensa que o evangelho fala só de graça e amor.) Os judeus confirmaram as palavras de condenação de Estêvão pela sua reação, v. 54.

Neste exato momento, abriu-se para ele uma visão celestial. No centro da visão, Jesus ficava em pé. Continue lendo “Jesus em pé”

Quero conhecer Cristo

Filipenses 3.10: O Caminho se resume no conhecimento de Deus e de Cristo.

Quero conhecer Cristo, o poder da sua ressurreição e a participação em seus sofrimentos, tornando-me como ele em sua morte para, de alguma forma, alcançar a ressurreição dentre os mortos.
Filipenses 3.10-11

Reagindo contra uma perspectiva subjetiva do conhecimento de Deus, alguns negam que o Caminho se resume na restauração do nosso relacionamento com o Senhor. Certos grupos religiosos afirmam conhecer Deus por sentir algo no coração. Mas o coração humano engana, Jeremias 17.9. A certeza do conhecimento de Deus se baseia na revelação bíblica. Temos de escutar a Bíblia, e não o coração. Continue lendo “Quero conhecer Cristo”

Adotados como filhos

Efésios 1.5: Carlos Prazeres se alegra com o Deus que nos escolhe.

Em amor nos predestinou para sermos adotados como filhos, por meio de Jesus Cristo, conforme o bom propósito da sua vontade. —Efésios 1.5

Por Carlos Prazeres (Centro) Curitiba PR

Há muita tristeza, saudades, dores da alma, sentimentos de abandono, danos permanentes aos que, pelas circunstâncias da vida, foram privados de pais. No entanto, há algo especial que acontece somente a um órfão: Foi escolhido. Ah! Que tremenda sensação deve ser a de alguém que só conheceu a vida no orfanato, de repente, ser escolhido para fazer parte de uma família. Que ansiedade deve ser esse dia enquanto aguarda os seus pais.

Continue lendo “Adotados como filhos”

Ação: Pensar

Filipenses 4.8: Pense em Deus e na sua bondade.

LER: “Finalmente, irmãos, tudo o que for verdadeiro, tudo o que for nobre, tudo o que for correto, tudo o que for puro, tudo o que for amável, tudo o que for de boa fama, se houver algo de excelente ou digno de louvor, pensem nessas coisas” Fp 4.8.

PENSAR: A mente mundana é pessimista, pensa no pior, espera acontecer o ruim. A mente redimida pensa no que é bom, pois tem como referência a bondade de Deus no presente e a promessa de Deus para o futuro. Em Cristo, a paz de Deus guarda a mente, v. 7. Continue lendo “Ação: Pensar”

Seja você a mudança na congregação

Romanos 2.1: Reclamamos dos outros, quando nós mesmos somos culpados.

Uma placa eletrônica sobre uma das avenidas principais da cidade avisava: “Seja você a mudança no trânsito”. Foi o tema da Campanha Nacional de Trânsito 2015.

Reclamamos dos outros, culpados nós mesmos do mesmo erro. Continue lendo “Seja você a mudança na congregação”