Jamais tropeçarão

Portanto, irmãos, empenhem-se ainda mais para consolidar o chamado e a eleição de vocês, pois se agirem dessa forma, jamais tropeçarão.
2 Pedro 1.10

Vale o esforço humano somente porque Deus chama, elege e dá todos os recursos necessários para a vida e para a piedade. Continue lendo “Jamais tropeçarão”

De jeito nenhum!

Mas Pedro respondeu: “De modo nenhum, Senhor! Jamais comi algo impuro ou imundo!”
Atos 10.14

Pedro negou Jesus três vezes. Depois, ao ser perguntado pelo Senhor, afirmou três vezes seu amor por ele.

Agora, numa visão, Pedro recusa três vezes a obedecer um mandamento do Senhor.

Sua recusa se deu porque Não entendia a vontade de Deus quanto aos gentios, e muito menos que o judaí­smo Não era mais o caminho para a aprovação divina.

O momento serviu para Pedro refletir no significado da visão. E quando chegou ao momento de pregar para Cornélio, eu proclamou o evangelho aos gentios e depois defendeu sua ação perante os judeus.

Se é que você é arredio ao ouvir algum mandamento de Deus, tome como momento de refletir e buscar maior compreensão dos caminhos do Senhor.

Paz como rio

Se tão-somente você tivesse prestado atenção í s minhas ordens, sua paz seria como um rio, sua retidão, como as ondas do mar”.
Isaí­as 48.18

A paz é um dos maiores valores entre nós. Desejamos a todo aniversariante “muita paz”.

A paz Não é resultado de muitos bens. Pelo contrário, quanto mais rico, mais preocupado se fica com a riqueza.

A paz Não é garantida quando se foge dos conflitos. Quando se esconde assim, crescem os temores.

Conseqí¼ência da obediência, a paz, como o “bem-estar positivo em geral”, como a descreve o irmão Clyde Woods, alimenta a vida como um rio cujas correntezas Não cessam, alegrando e suprindo toda necessidade.

Como ter esta paz? Dando ouvidos aos mandamentos divinos.

Simples, Não é?

Para conhecer Deus

Sabemos que o conhecemos, se obedecemos aos seus mandamentos.
1 João 2.3

Para o ano de 2007, tenho apenas uma oração por você: para que conheça a Deus.

Alguns dos meus queridos leitores Não o conhecem.

Outros pensam que o conhecem, mas Deus Não os conhece.

Outros o conhecem de fato e são por ele conhecidos.

Como posso ser tão atrevido escrevendo estas coisas? Porque o próprio Deus nos dá as condiçíµes de saber quem o conhece ou Não.

Se. Esta partí­cula expressa uma condição, a da obediência. Podemos saber se o conhecemos SE obedecemos aos mandamentos do Senhor.

Se posso ajudar você a saber se conhece a Deus ou Não, estou í s suas ordens.

Pois Não há outro desejo maior que tenho para o seu bem.

Em pé

Ele me disse: “Filho do homem, fique em pé, pois eu vou falar com você”. Enquanto ele falava, o Espí­rito entrou em mim e me pí´s em pé, e ouvi aquele que me falava”.
Ezequiel 2.1-2

Quando o Senhor ordena, ele capacita. Com o seu mandamento ele dá o Espí­rito para poder cumprir. Quando ele fala, ele nos dá condiçíµes de ouvir.

E quando nos coloca em pé, assim ficaremos.

O biblista inglês, F.F. Bruce, escreveu que Ezequiel “tinha caí­do, mui naturalmente, ante a visão da glória de Deus, mas quando um homem que assim tem se humilhado é levantado para ficar em pé perante Deus, ele pode resistir firme face todo vento adverso que sopra”.

Abracemos, portanto, todo mandamento do Senhor, sabendo que o seu Espí­rito está pronto para entrar em nós para que cumpramos tudo o diz nosso Mestre.

Jesus batizava

Depois disso Jesus foi com os seus discí­pulos para a terra da Judéia, onde passou algum tempo com eles e batizava.
João 3.22

O texto sobre o encontro de Jesus com Nicodemus (3.1-21) serve bem para apresentar a atividade do Senhor batizando as pessoas.

Ele tinha ensinando a Nicodemus que “Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo” (v. 3), “da água e do Espí­rito” (v. 5).

Agora, ele passa algum tempo batizando as pessoas que vinham até ele. As pessoas estavam vindo “para a luz” (v. 21) ao serem batizadas por Jesus.

Enquanto Jesus batizava, João também fazia a mesma coisa (v. 23). Nesse momento havia dois batismos: o de Jesus e o de João, a quem sempre apontava o Senhor como o Messias.

Mas chegou a hora em que ficou um só batismo (Efésios 4.4), o qual permanece até hoje: a imersão na água da pessoa arrependida para receber o perdão dos pecados.

Hoje, as denominações criaram muitos batismos. Mas ainda continua havendo um só (Mateus 28.18-20; Atos 2.38; 22.16). Você já recebeu o batismo que Jesus ordenou?

Se não, receba-o hoje para que seja discí­pulo dele, perdoado dos pecados e preparado para a eternidade.