A prova

Um mestre da Lei se levantou e, querendo encontrar alguma prova contra Jesus, perguntou: –Mestre, o que devo fazer para conseguir a vida eterna?
Lucas 10.25 NTLH

A prova máxima é ter a resposta correta a essa pergunta. O mestre da lei queria prejudicar Jesus. Nosso Senhor queria abençoar o mestre da lei com a vida a respeito da qual perguntou. Continue lendo “A prova”

Ele mesmo

Que o próprio Senhor Jesus Cristo e Deus nosso Pai, que nos amou e nos deu eterna consolação e boa esperança pela graça, deem ânimo ao coração de vocês e os fortaleçam para fazerem sempre o bem, tanto em atos como em palavras.
2 Tessalonicenses 2.16-17 NVI

Já foram previstos os males e as perversidades que apareceriam no mundo (2.1-12). Nossa salvação, portanto, é motivo maior ainda para a gratidão (2.13-14) e a perseverança (2.15). Continue lendo “Ele mesmo”

A cidade das nossas festas

Olhe para Sião, a cidade das nossas festas; seus olhos verão Jerusaém, morada pací­fica, tenda que Não será removida; suas estacas jamais serão arrancadas, nem se romperá nenhuma de suas cordas.
Isaí­as 33.20

Festa dos tabernaculos
Festas fazem parte importante da nossa sociedade, sejam de aniversário, sejam de feriados nacionais, sejam de celebraçíµes de marcos pessoais como casamento ou de formação. Nas festas, temos oportunidade Não só de quebrar a rotina do dia-a-dia, mas também de celebrar momentos importantes na vida e compartilhá-las com pessoas que amamos.

Na antiga aliança com Israel, Deus estabelecera uma série de festas para o povo. Mas essas foram celebradas sem uma vida que honrava ao Senhor. Assim, as festas do povo de Deus se tornaram cansativas para ele (Isaí­as 1.14).

O profeta Isaí­as imagina época após o exí­lio (castigo) em que Israel celebra as festas de Deus como manifestação da sua gratidão pela salvação e da sua alegria de estar na cidade por ele escolhida e abençoada. (Sião é outro nome para Jerusalém.)

Hoje, Não é mais um local fí­sico que serve de sede para as nossas festas. Paulo identifica o “local” da salvação e bênção de Deus como sendo “em Cristo” (ver Efésios 1.3).

Então, para os cristãos, as festas continuam, mas mudaram de local.

Você tem o novo endereço?


Continue lendo “A cidade das nossas festas”

Tornaram-se modelo

Assim, tornaram-se modelo para todos os crentes que estão na Macedônia e na Acaia.
1 Tessalonicenses 1.7

Poucos hoje querem se oferecer para ser exemplo. Convenceram-se de que é postura arrogante colocar-se como modelo.

Mas quando somos imitadores de irmãos dedicados e do próprio Senhor (verso 6), tornamo-nos exemplos para os outros.

E não devemos nos acanhar de reconhecer isso. Pois a verdadeira humildade sabe que não é pelo próprio esforço mas sim pela recepção da mensagem de Cristo que chegamos a servir como exemplo para os outros.

Sejamos modelos, pois, para quem precisa de direção espiritual.