Completar a missão

É simples: chegue lá.

No sábado um bom amigo meu quebrou a clavícula esquerda e fraturou uma vértebra. Passou o dia inteiro no pronto socorro. No domingo de manhã, ele levantou-se, tomou umas duas aspirinas (ao invés dos remédios que iam deixá-lo tonto) e ensinou a sua classe da escola dominical.

Sua esposa disse que ele estava apenas fazendo o que tinha sido treinado a fazer como militar: completar a missão.

“Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé” (2 Timóteo 4:7 NVI).

O curso da nossa fé e da nossa missão para Deus está repleto de ossos quebrados, de quedas e levantes. Nenhum destes, porém, pode ser tão grave de modo a nos impedir de completar a nossa missão.

Oh, Deus, faça-me à imagem daquele que disse: “Está consumado!”

Segure este pensamento: Não importa o que houver do outro lado da colina ou além da curva, que nada o impeça de alcançar o fim da jornada.

 

Deixe uma resposta