Confiar ou trair

Falta ao discípulo a falsa segurança dos de fora.

Confiar em DeusNinguém gosta de chegar no último lugar. Mas quem na vida aparece na frente pode ficar, aos olhos de Deus, por último.

e Simão, o nacionalista; e Judas Iscariotes, que traiu Jesus.
Mateus 10.4 NTLH

A lista dos apóstolos em Mateus 10 é dividida em pares, refletindo evidentemente o envio deles de dois em dois na comissão limitada. Nos evangelhos Judas aparece por último e sempre com a identificação de ser o traidor do Senhor.

Pelo jeito, ninguém suspeitava de Judas. Era o tesoureiro confiado com os donativos para o sustento do Mestre e do seu grupo. No mundo, quem controla o dinheiro é pessoa importante, então, Simão Zelotes deve ter ficado satisfeito com Judas como parceiro de pregação.

Ao longo do ministério de Jesus, porém, algo incomodava o coração de Judas, até chegar ao ponto de vencê-lo. Na hora de sair na comissão limitada, eles tiveram de abrir mão de malas e moeda, para depender da hospitalidade dos seus ouvintes. O homem que amava o dinheiro e, talvez, achava nele seu conforto e valor, deve ter achado tais experiências, no mínimo, assustadoras.

Jesus nos lança no mundo sem as escoras de sustentação das quais o mundo depende. Temos a sua presença, e a comunhão dos irmãos, mas falta a falsa segurança dos de fora.

Basta ver se confiaremos nele, ou tentaremos no final garantir a sustentabilidade da nossa causa. E, no processo, trair o Salvador, para ficar por último.

Deixe uma resposta