Convite frustrado da Sabedoria, fruto amargo da destruição

Provérbios 1.23: Qual será a minha decisão sobre o convite da Sabedoria?

Nós é que temos a tendência, quando sentimos a dureza dos problemas, de perguntar: “Até quando …?” Mas você sabia que Deus faz a mesma pergunta para o ser humano, na pessoa da Sabedoria? Até quando vamos continuar com a nossa rejeição do seu convite? Provérbios 1.22. Eis o convite dela:

Se acatarem a minha repreensão,
    eu lhes darei um espírito de sabedoria
e lhes revelarei os meus pensamentos.
Provérbios 1.23 NVI

A sequência é esta: repreensão, submissão, compreensão. Somente entendemos a sabedoria de Deus quando nos submetemos à correção dela. Nessa passagem, a Sabedoria, personificada, se dirige aos inexperientes, aos zombadores e aos tolos. As chances de arrependimento da parte deles são mínimas, v. 24-25. Talvez seja momento da sabedoria rir, v. 26, para não chorar.

A Sabedoria só quer saber duma coisa: Embora o mundo feche os ouvidos a este convite, o que você fará? A sua decisão é tomada neste mesmo instante, agora, ao ler as palavra acima. De certa forma, já a tomou.

Se você tomou a decisão de ignorar, ai de você; se eu tomei a decisão errada, ai de mim! A desgraça cairá sobre nós “como uma tempestade” v. 27. Se achamos que temos problemas agora … ! Mas nosso problema é maior ainda, pois em breve o convite será retirada e a oportunidade, perdida, v. 28.

Não quero ser entre aqueles que ignoram a Sabedoria e que “comerão do fruto da sua conduta” v. 31. Pois esse fruto será muito amargo, fruto da destruição, v. 32.

Deixe uma resposta