O Cordeiro, em pé

Apocalipse 14.1: Jesus Cordeiro lidera seu povo à vitória.

Então olhei, e diante de mim estava o Cordeiro, em pé sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil que traziam escritos na testa o nome dele e o nome de seu Pai. Apocalipse 14.1

Quando João, o Imergidor, apontava Jesus para que as pessoas o notassem, ele clamou: “Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” João 1.29. Todos entendiam a figura de linguagem, pois os judeus ofereciam cordeiros como sacrifício para o perdão dos pecados. No plano de Deus, ele instituiu os sacrifícios para que a obra de Cristo fosse compreendida e recebida como a solução definitiva para o problema do pecado.

Mas a figura de Cristo como o Cordeiro de Deus tinha suas limitações. Nenhum animal veio a viver novamente; Jesus, sim. E o Cordeiro vivo não é apenas sacrifício mas também Salvador e Líder da vitória sobre as forças do mal.

Nas visões do apóstolo João (“então olhei”), estava diante dele o Cordeiro em pé sobre o monte Sião. Tudo aqui é simbólico, até os números. Ele comanda seu povo e os exércitos celestiais. Ele está no lugar escolhido por Deus para habitar entre seu povo. Com ele está seu povo, contado, cada um conhecido e escolhido por ele. Eles pertencem ao Cordeiro, o seguem, o louvam e tem o seu caráter, versos 1-5.

O povo de Deus sempre mantém Jesus diante deles, seguem-no em todos os momentos e trabalham no mundo duma postura de vitoriosos. Como os fiéis, mesmo diante da morte, vão com ele até o fim.

Deus Pai, que Jesus seja sempre meu Cordeiro da vitória.

Deixe uma resposta