Creia que pode amar como Deus ama

Mateus 5.48: Que o amor abrangente do Pai seja também o nosso.

Andrew Murray orou assim: “Ensine-nos a crer que podemos amar, porque o Espírito Santo nos foi dado”.

Não acreditamos que podemos amar como Deus amou. Duvidamos que nosso amor pode ser como o amor de Cristo. Descartamos a possibilidade do cumprimento deste mandamento de Cristo:

Portanto, sejam perfeitos como perfeito é o Pai celestial de vocês.
Mateus 5.48 NVI

Raramente, eu critico versões bíblicas — quem sou eu? — porque geralmente são excelentes e comunicam bem em nosso idioma as línguas originais, mas esta tradução da NVI, e a de quase todas as versões, é péssima.

(Tudo bem, se prestarmos atenção ao contexto da passagem dos versos 43-48, e entendermos que o sentido de “perfeito” na Bíblia (maduro, completo) nada tem a ver com o sentido moderno (estar sem pecado), poderemos entender o verso.)

Pior ainda é a tradução de José Raimundo Vidigal no seu Novo Testamento, publicado pela Editora Santuário: “Numa palavra, o ideal é ser perfeito como o Pai Celeste é perfeito”. (Ele corrige a tradução na Bíblia de Aparecida.)

Jesus não expressa nenhum “ideal”, mas sim um mandamento a ser cumprido e vivido a cada dia. Na hora em que se coloca essa perfeição como ideal, essa palavra do nosso Senhor Jesus perde seu significado como mandamento e nos relaxamos no esforço para ser e fazer o que devemos.

Jesus está nos dizendo que nosso amor tem de ser tão “completo” como o amor do Pai, tão abrangente que inclui amigo e inimigo. (Nosso irmão Harold Littrell traduz como complete na sua versão, a English Study Bible [1994], embora sem especificar em quê.)

Poderíamos traduzir o verso assim: “Portanto, sejam completos e abrangentes no seu amor, como completo é o amor do Pai celestial de vocês”.

Uma versão que chega bem perto da ideia do verso é a Revised English Bible: “Não pode haver nenhum limite à sua bondade, da mesma forma que a bondade do seu Pai celestial não conhece nenhum limite” (tradução minha).

Acertou na mosca a tradução da Common English Bible: “Portanto, como o seu Pai celestial é completo na demonstração de amor a todos, assim também vocês devem ser completos” (tradução minha).

E  como é possível atingir tal amor abrangente, como o do Pai? Ocupando-nos completamente com o sacrifício de Cristo e acionando em nossa vida o desejo do seu Espírito que se expressa exatamente dessa forma.

Esmagamos a ação do Espírito Santo em nós pela nossa falta de fé. Entristecemo-no dessa forma, Efésios 4.30.

Creia você que o amor completo do Pai seja possível em você. Para isto fomos chamados.

2 pensamentos em “Creia que pode amar como Deus ama”

  1. Fica realmente mais possível pensar em ter um amor completo do que a ideia de ser perfeito que temos hoje.
    Obrigado!

Deixe uma resposta