Cuide dos interesses alheios

Filipenses 2.4: Aqui temos excelente descrição do amor.

A unidade requer que o foco das atenções esteja no próximo e não em mim. Pela conversão, já mudamos o foco, pois Cristo morreu para salvar os outros. Assim, seguimos o exemplo dele, verso 5, mas Paulo agora afirma o princípio antes de ilustrá-lo na vida do Senhor.

Cada um cuide, não somente dos seus interesses, mas também dos interesses dos outros.
Filipenses 2.4

Para que haja unidade é preciso que “cada um” se dedique aos interesses dos outros. “Este não é o interesse mostrado por alguém que se intromete nos assuntos alheios, mas a preocupação genuína de quem ajudaria outro a carregar suas fardas (Gálatas 6.2)” (G. Hampton).

Não existe um termo na língua grega original que corresponde a “interesses”; o termo é subentendido. Permite assim tomar o princípio na sua extensão mais ampla. A construção da frase na tradução fica mais clara suprindo a ausência do termo. Várias versões usam “interesses”, outras: “bem” ou “vida”.

O cristão dá preferência às necessidades e ao bem-estar do próximo, acima dos seus próprios assuntos, pois frequentemente é necessário deixar de cuidar de um para cuidar do outro. Nem sempre é possível cuidar dos dois. Temos, portanto, de escolher entre satisfazer a própria necessidade ou a do outro. Este verso fornece excelente descrição da atitude do amor.

1 pensamento em “Cuide dos interesses alheios”

Deixe uma resposta