Delícias perpetuamente

Salmo 16.11: A diferença entre os prazeres carnais e os espirituais não podia ser maior.

O Carnaval chega na semana que vem, prometendo os prazeres da carne, e ocorrerá bastante isso entre pessoas que seguem seus desejos carnais. Depois, terminará. Algumas pessoas correrão atrás de mais prazeres fora desta celebração especial. Mas é uma busca interminável, uma frustração vitalícia, durante a qual aparecem alguns poucos momentos de prazer.

Tu me farás conhecer a vereda da vida. Na tua presença há plenitude de alegria. À tua mão direita há delícias perpetuamente.
Salmo 16.11

Não há contraste maior que existe do que com a vida em Deus.

Delícia está presente na manhã, durante o dia, quando chega a noite, pois tu, ó Deus, está sempre comigo.

Segure essa ideia: Deus traz a alegria em todos os momentos, em todo lugar.

1 pensamento em “Delícias perpetuamente”

  1. Vaidade de vaidades, diz o Pregador; vaidade de vaidades, tudo é vaidade (Ec 1.2). … tudo é vaidade e correr atrás do vento (Ec 2.11). A única coisa que vale a pena é buscar o reino de Deus e a sua justiça em primeiro lugar (Mt 6.33).

Deixe uma resposta