Descem ao mar

28/09, Dia Marí­timo Mundial

Os que descem ao mar em navios, os que fazem comércio nas grandes águas, esses vêem as obras do Senhor, e as suas maravilhas no abismo.
Salmo 107.23-24, AVR

Navio

Mais de 90% do comércio do mundo é carregado hoje pelos oceanos por 50.000 navios. Desde tempos antigos, o homem anda pelos mares em busca de negócios.

Jonas achou em Jope um navio que ia para Társis (provavelmente, na Espanha).

O rei Salomão construiu uma frota de navios na praia do Mar Vermelho, que voltavam a cada três anos trazendo ouro, prata, marfim, macacos e pavés.

Os profetas Isaí­as e Ezequiel clamavam contra a riqueza de Tiro, porto importante não muito longe de Israel. Disse Ezequias: “Os navios de Társis eram as tuas caravanas para a tua mercadoria; e te encheste, e te glorificaste muito no meio dos mares”.

No Novo Testamento, além dos evangelhos mencionarem os barcos de pesca no mar da Galiléia, no livro de Atos os apóstolos andavam muito nos navios comerciais que circulavam pelo império romano, no mar Mediterrâneo, e além dele.

Lembramos hoje a difí­cil profissão dos marinheiros e oramos para que tenham segurança viajando pelos oceanos e para que vejam “nas grandes águas” a mão do Senhor e assim encontram a salvação em Cristo Jesus.


O dia é celebrado no último dia de setembro, com a data deixada a critério de cada paí­s. Maiores informações, em inglês, sobre o Dia Marí­timo Mundial pode ser encontradas aqui; o site da ONU-Brasil afirma a data celebrada no Brasil como o dia 24.

Deixe uma resposta