Pensei: O Senhor se esqueceu de mim!

Salmo 31.22: Será que Deus nos abandona nas dificuldades?

Quando a vida aperta, tendemos a pensar que Deus não está mais conosco. Que ideia besta! O problema é nosso conceito sobre o que Deus pretende fazer nesta vida conosco. Mas não seremos os primeiros a pensar dessa forma:

Impaciente, eu pensei: “O Senhor se esqueceu de mim!” Mas isso não era verdade; o Senhor me ouviu quando supliquei e pedi a sua ajuda.
Salmo 31.22 NBV

Paciência! Nossos tempos estão nas mãos de Deus, verso 15. A verdade é esta: “Tu vês que estou sofrendo e conheces as minhas aflições” verso 7.

O que podemos aprender com isso?

  1. Devemos ter cuidado com a maneira como pensamos e falamos nas dificuldades. As aflições podem nos levar aos maus pensamentos.
  2. É bom confessarmos os nossos conceitos errados. Outros podem aprender com nossos erros.
  3. Cuidado para não julgar Deus e seus propósitos! Deixe que ele trabalhe em sua vida e não o limite em sua obra, nem pela qualidade da obra, nem pelo tempo dela.

“Animem-se! Criem coragem, todos vocês que esperam no Senhor!” verso 24.

3 pensamentos em “Pensei: O Senhor se esqueceu de mim!”

  1. O Senhor é a nossa existência, é o nosso Viver; portanto tudo, vem do Senhor, Ele é quem dá palavra Final.

  2. A trajetória de cada um não será modificada. O que tiver que ser, será. A diferença é: como vou atravessar os momentos bons e os difíceis da vida? Com Jesus, independentemente do que possa acontecer comigo. Eu escolhi a Cristo como alvo da minha vida; e ele mova dentro de mim. Casei com ele. Minha alma está atenta à sua vontade.

    Não tenho a menor intenção de viver sem Jesus.

    E sei que, nas dificuldades, o caráter espiritual vai sendo construído. Estou crucificado com Cristo.

  3. Há muito em comum na alma humana de todos os tempos. Esse fenômeno realmente não é recente. Gerações e Gerações vêm experimentando esses pedaços indesejados e em algumas literaturas é conhecido como “O Deus escondido ou que se esconde”. É um tipo de brincadeira, nada engraçado – desconfortante – e que já desponta nos primeiros capítulos do gênese (lá somos nós quem se esconde); imagine por que? O interessante que esses momentos coincide com as dificuldades da vida. Esse é um bom momento de mergulharmos nos mistérios de Deus; a saber sua Onipresença.

Deixe uma resposta