Deus justo e justificador

Romanos 3.25-26: Deus já me declarou justo?

Com a morte de Cristo, Deus o apresentou como um sacrifício que traz o perdão dos pecados através da fé. Com este sacrifício, Deus provou que Ele é justo mesmo quando, em tempos passados, teve paciência com os homens e não lhes deu o castigo que seus pecados mereciam. Com este sacrifício, Deus também provou que Ele é justo nos tempos presentes, quando Ele perdoa os homens. Por causa deste sacrifício, Deus se mantém justo e, ao mesmo tempo, declara justos aqueles que têm fé em Jesus.
Romanos 3.25-26 VFL

Deus é justo e justificador. Merecemos morrer — estar eternamente separados do Senhor. Cristo morreu em nosso lugar, tomou sobre si o nosso castigo. Assim, ele pode nos declarar e tornar justos ao mesmo tempo em que ele mantém a sua justiça.

Temos noção do que isso significa? Tamanha bondade da parte de Deus! Quão grande amor ele tem por nós! Eu e você temos agora uma oportunidade de mudar o nosso destino eterno!

E o que fazemos com o sacrifício de Cristo? Abraçamo-no a cada dia pela nossa fé e obediência? Damos graças ao Senhor pela sua misericórdia — mostrando nossa gratidão pela submissão à sua vontade? Dedicamo-nos ao seu projeto de salvação e ao amor do seu povo?

Ou pensamos que um dia vamos pensar nisso? Uma hora vamos seguir o Caminho, depois de cuidar de nossos assuntos e trabalhos? Deus é amor e paciência, então vamos deixar para o dia de amanhã — algum momento mais oportuno — a busca do Reino em primeiro lugar?

Deus não quer religiosidade. Ele detesta quando inventamos nosso próprio modo de nos aproximar dele — porque nada disso vale para ele. “(…) o que importa é obedecer aos mandamentos de Deus” 1 Coríntios 7.19.

Deus já me declarou justo? Vivo na sua justiça? Obedeci exatamente o que ele ordena?

Deixe uma resposta