O que Deus procura

João 4.23-24: O Senhor é bem específico quanto ao que procura.

No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura. Deus é espírito, e é necessário que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. —João 4.23-24

O Pai procura. Sua procura possui a qualidade de uma demanda (gr., zeteo, BGAD). Ele nos dá uma adoração necessária, a “obrigatoriedade de lei” (gr., dei, BGAD). Não é opcional nossa maneira de adorá-lo. Temos de fazer conforme seu mandamento. São estes adoradores que ele considera aceitáveis. Muitos o adoram seguindo seus próprios conceitos ou criando ritos estranhos à sua natureza e vontade. Tais adorações não são aceitas por ele.

Deus busca aqueles que o buscam. Estes têm de adorá-lo em espírito e em verdade. Em espirito significa de forma sincera, íntegra, completa, devota e amorosa, adoração feita com o ser interior, ao invés de seguir um ritual externo.

Em verdade significa de acordo com a revelação do modelo que ele nos deixou. A adoração verdadeira deixada por Cristo por meio dos seus apóstolos e profetas permite o louvor aceitável perante Deus, além da edificação espiritual dos irmãos. No Novo Testamento o Senhor revela a maneira correta de adorar.

Os dois elementos de “espírito” e de “verdade” são necessários, nenhum podendo ser dispensado. Sejamos nós tais adoradores, rejeitando as maneiras humanas de adorar. Que Deus encontre em nós o que ele procura.

2 pensamentos em “O que Deus procura”

Deixe uma resposta