Deus quer frutos

A paciência de Deus tem limite.

Jesus espera encontrar fruto na vida do seu povo. Se não achar, virá juízo.

Então Jesus contou esta parábola: —Certo homem tinha uma figueira na sua plantação de uvas. E, quando foi procurar figos, não encontrou nenhum.
Aí disse ao homem que tomava conta da plantação: —Olhe! Já faz três anos seguidos que venho buscar figos nesta figueira e não encontro nenhum. Corte esta figueira! Por que deixá-la continuar tirando a força da terra sem produzir nada?
Mas o empregado respondeu: —Patrão, deixe a figueira ficar mais este ano. Eu vou afofar a terra em volta dela e pôr bastante adubo. Se no ano que vem ela der figos, muito bem. Se não der, então mande cortá-la.
Lucas 13.6-9 NTLH

O Senhor mostra paciência, como ensina a parábola, mas a nota predominante é de juízo iminente. Deus é paciente, mas sua paciência tem limite. Jesus contou esta história contra Israel, que seria rejeitado como povo de Deus. A nação deixou de fazer a obra dele. Tinha uma última chance para mudar.

O mesmo princípio se aplica à igreja e aos cristãos. Se deixarmos de cumprir a vontade dele na terra e de fazer a obra dele, ele nos cortará.

A paciência de Deus resultará em nosso arrependimento, ou continuaremos na improdutividade?

[subscribe2]

Deixe uma resposta