Digno de discussão

Atos 17.2-3: A Bíblia define o que significa discutir sobre Jesus: com base nas Escrituras.

Segundo o seu costume, Paulo foi à sinagoga e por três sábados discutiu com eles com base nas Escrituras, explicando e provando que o Cristo deveria sofrer e ressuscitar dentre os mortos. E dizia: “Este Jesus que lhes proclamo é o Cristo”. Atos 17.2-3

Na nossa sociedade, ninguém quer “discutir religião”. Se isso significa debater opiniões, é saudável. Mas se essa aversão indica falta de interesse em coisas espirituais, ai de nós!

Os cristãos não podem permitir que tal relutância de falar de religião se torne uma falta de proclamar Jesus. É sempre hora de falar dele. Se o assunto provoca controvérsia, então assim seja.

A nossa maneira tem de ser a de Paulo: com base nas Escrituras. Com a Bíblia aberta. Explicando e provando. Isso implica em bom conhecimento da Palavra de Deus. Os seguidores de Jesus nada são senão bons estudantes da Bíblia.

Nossa mensagem tem de ser focada em Jesus. Outros assuntos são importantes, mas para os de fora, é preciso começar com Jesus, com sua identidade, seu sacrifício, seu seguimento, seu povo obediente.

Quando proclamamos Jesus, mesmo nos lugares mais difíceis, alguns serão persuadidos, v. 4. Tessalônica, Atenas e Corinto eram cidades resistentes ao evangelho, mas havia gente que obedeceu ao evangelho.

Pelo amor de Cristo e pela salvação de outros, sejamos dispostos a discutir sobre a fé.

Senhor, dá-nos conhecimento das Escrituras e coragem de proclamar Jesus.

Deixe uma resposta