Enviou o seu Filho

Foi assim que Deus manifestou o seu amor entre nós: enviou o seu Filho Unigênito ao mundo, para que pudéssemos viver por meio dele.
1 João 4.9

Não há mais mistério. Deus o manifestou. Agora, ficou claro a intenção do Criador. Ele derrama sobre nós o seu amor. Deseja nos abençoar com a sua vida.

Para isso, deu-nos o seu Filho único, para que todos pudéssemos ser filhos. Não podemos nem imaginar o custo desse ato.

Nessa época do ano, e toda hora, devemos meditar essa verdade.

Jesus veio, cresceu, ensinou, curou, chamou. E morreu.

O fato predominante a respeito de Jesus não é seu nascimento, mas sim sua morte. Porque foi morte redentora.

Jesus morreu. Para que vivamos por meio dele.

Você morreu para o mundo para viver para Deus?

http://deusconosco.com/alguemteama

Pai, a cada dia celebro o nascimento de Jesus, maravilho-me que estava disposto a abrir mão das glórias do céu para se tornar homem por minha causa. E, mais ainda, estava determinado a entregar a vida e morrer para receber meu castigo. Que amor! Que sacrifício! Que obediência! Amém!

Unigênito: “como Filho de Deus, [Jesus] era o representante exclusivo do Ser e caráter daquele que o enviou” (Vine). João usa o termo sempre a respeito de Jesus para se referir ao seu relacionamente especial com o Pai. Deus tem muitos filhos, mas Jesus pertence a uma categoria especial por partilhar a natureza eterna do Pai. O termo carrega também algo do afeto de um filho predileta (compare Hebreus 11.17).

Deixe uma resposta