Eu chorava muito

Eu chorava muito, porque não se encontrou ninguém que fosse digno de abrir o livro e de olhar para ele.
Apocalipse 5.4

Não podemos nos alegrar pela aparição do Messias para abrir e ler nosso futuro, a não ser que choremos pela indignidade de todos os outros candidatos.

A leitura do livro significa não apenas conhecimento, mas determinação do nosso futuro.

Como as sete igrejas, no cap. 1, estavam na mão dele, também está na sua mão o livro do nosso destino.

Como os quatro seres e os 24 anciãos e os milhões e milhões de anjos e todas as criaturas viventes, louvamo-no por receber o livro e abri-lo para anunciar a soberania divina em nossa vida.

Não saber do futuro é inquietante. Saber do nosso destino é confortante!

Deixe uma resposta