A fé que atua pelo amor

Gálatas 5.6: A fé que atua pelo amor. Se você nunca fez comentário no site, considere dar um alô pra gente hoje.

Nas leituras que fizemos ontem à noite, aqui em casa, sobre “A fé que vale” para Deus, na série “Maiores assuntos da Bíblia”, lemos o texto de Gálatas 5.6. A fé não vive sozinha. Quando alguém percebe a verdade do evangelho e da liberdade oferecida pelo Senhor Jesus Cristo, logo parte, por meio da fé, para a ação da obediência.

Porque em Cristo Jesus nem circuncisão nem incircuncisão têm efeito algum, mas sim a fé que atua pelo amor.
Gálatas 5.6 NVI

Os gálatas estavam sendo conduzidos a aceitar um evangelho falso, baseado nas obras de mérito, estas extraídas da lei de Moisés. A circuncisão representava o compromisso a esta abordagem da lei.

O âmbito de interesse de Paulo está “em Cristo”. Sua preocupação focaliza aquilo que permite estar unido com Cristo e que mantém esta união. O ato da circuncisão não muda nada em relação a Cristo.

A fé, sim. Mas não qualquer tipo de fé. Tem de ser a fé que atua pelo amor. A fé que vale para Deus atua, age, trabalha. A fé sem as obras da obediência e do amor é morta, diz Tiago. E Paulo concorda. Mesmo em contexto pesado como Gálatas, no qual Paulo tem de combater as obras de mérito, ele não hesita em afirmar a fé atuante.

A fé, escreveu V.P. Furnish, “encontra sua expressão na obediência do homem ao mandamento do amor” IOVC.

A fé não somente age mas se motiva pelo amor. Tem a motivação correta, respondendo ao amor de Deus com coração cheio de amor.

Assim, tal fé para Deus vale muito e lança o ser humano, por meio do evangelho, em relacionamento amoroso com Deus. A fé se torna fidelidade.

Pai de amor, obrigado pela verdade do evangelho que nos suscita a fé e impulsiona a ação motivada pelo amor. Que não a percamos nunca!

6 pensamentos em “A fé que atua pelo amor”

Deixe uma resposta