Imemorabilidade

Porque eu lhes perdoarei a maldade e não me lembrarei mais dos seus pecados.
Jeremias 31.34c

Resolvi consultar o verbete no topo da página do dicionário Houaiss que deitava aberto sobre o atril.

Imemorabilidade: “qualidade ou característica do que é imemorável”.

Aí desci a página para consultar a acepção do adjetivo.

Imemorável: “de que não há, não pode ou não deve haver memória; imemorial”.

Os termos logo me lembraram da imemorabilidade dos nossos pecados, quando Jeremias profetizou o novo dia na aliança diferente do que a mosaica.

A lei de Deus escrita no íntimo.

Todos conhecedores do Senhor, desde o menor até o maior.

O Senhor podia lembrar dos nossos pecados. Em certo sentido, devia lembrar.

Mas pela sua misericórdia, não há memória das transgressões dos que se voltam humildemente e obedecem a Jesus.

Hoje, celebremos a imemorabilidade das nossas maldades, pois Deus se esqueceu delas.

Deixe uma resposta