O inventor do jeitinho brasileiro

Lucas 4.7: Não é preciso fazer mais nada, exceto ofertar.

Tudo isto será seu se você se ajoelhar para me adorar.
Lucas 4.7 VFL

Na tentação logo depois da sua imersão, o diabo mostrou para Jesus os reinos do mundo. Ele literalmente prometeu o mundo para aquele que criou o universo. Qual foi o atrativo para Jesus? Em vez de sofrer a agonia da cruz, ele teria de apenas se ajoelhar e adorar o tentador. A promessa foi de ganhar “tudo isto”. A realidade é que ele perderia tudo.

Já ouvi discussões se o diabo tinha condições de cumprir sua promessa a Jesus. Primeiro, convém lembrar de que ele é o pai da mentira. Segundo, mesmo podendo entregar os reinos do mundo a Jesus, nosso Senhor faria uma troca nada vantajosa, nem para ele, nem para nós.

A mesma tentação é oferecida hoje às pessoas que querem ganhar “tudo isto” — dinheiro, saúde, poder, bons relacionamentos, e ainda evitar sofrimentos e dificuldades nesta vida. O diabo fala por meio de religiosos, pastores, evangelistas e outros falsificadores da religião. A condição é submissão à autoridade da figura na frente do auditório e ofertas e mais ofertas em dinheiro. No caso de Jesus e no de pessoas hoje, é a venda da alma.

O diabo ia resolver o problema de Jesus. Ele oferece resolver nossos problemas hoje. Ele é o inventor do jeitinho brasileiro, do atalho mas fácil, do despachante celestial. Não é preciso estudar a Bíblia, dedicar-se à oração e à santidade, suportar as provações pelo Nome. Ele tudo resolve, tudo promete. Resolve em termos. No último dia, ele sumirá e sua promessa dissolverá em fumaça.

Senhor Deus, que merece nossa adoração única, me ajoelho perante seu Nome e rejeito o caminho mais fácil.

Deixe uma resposta