Jamais verá a morte

João 8.51: O mandamento é simples e a promessa, firme.

Asseguro-lhes que, se alguém obedecer à minha palavra, jamais verá a morte”. João 8.51

Os judeus não podiam aceitar essa declaração de Jesus, pois eram desobedientes à vontade de Deus. Assim, não pertenciam a Deus, v. 47. Entenderam corretamente que tal promessa como Jesus fez acima podia vir somente de alguém maior do que Abraão.

A condição que Jesus estabeleceu, a obediência à sua palavra, é também rejeitada hoje por muita gente religiosa que se chama de cristão. Mas recusam-se a obedecer a Deus a fim de escapar a morte eterna. Seguem tradições humanas, ao invés de guardar a palavra de Jesus.

Uma nova convertida, amiga nossa, escreveu recentemente a respeito do verso acima:

“Quanto mais leio a Bíblia, mais percebo quão simples é tudo isso—apenas obedeça a Jesus! Jesus dá mandamentos simples, embora possam parecer difíceis, dependendo da nossa circunstância de vida. Jesus exige a obediência total. Isso não significa ir a qualquer tipo de igreja aos domingos ou a adoração da nossa preferência. Temos de decidir se vamos obedecer-lhe e permitir-lhe a conduzir-nos à vida eterna, ou se vamos rejeitar seus mandamentos e receber a morte eterna”.

Ela é perceptiva sobre o que Jesus exige e oferece. Queira Deus que todos tenham a mesma percepção e tomem a mesma decisão que ela tomou.

Pai celeste, quero evitar a morte e desejo receber a vida eterna. Ajuda-me a obedecer a tudo que Jesus nos ordenou.

2 pensamentos em “Jamais verá a morte”

Deixe uma resposta