Jesus ignorou as pessoas

Marcos 5.36: Faremos bem ignorá-las também.

Não fazendo caso do que eles disseram, Jesus disse ao dirigente da sinagoga: “Não tenha medo; tão-somente creia”. Marcos 5.36

Vamos acreditar no que as pessoas dizem, ou no que Jesus diz? O Senhor aceitou ir na casa de Jairo para curar sua filha. No caminho, veio a notícia da sua morte. As pessoas falaram a Jairo: “Não precisa mais incomodar o mestre” verso 35. Quer dizer, talvez curar Jesus podia, mas viam a morte como o fim das esperanças.

Jesus ignorou tais palavras. Ele não leva em conta palavras semelhantes hoje. Quem pensa que Jesus não pode mais fazer algo está equivocado.

Talvez sejamos nós com palavras como estas na boca. Nossas limitações, nossa fé pequena, nossas tristezas, nossos medos, não conseguem enxergar, por entre as barras que nos prendem a mente, as possibilidades de Jesus.

Com quem procura abençoar os outros e preservar a alegria da vida, Jesus não se incomoda. Ele veio para dar-nos vida. Desceu do céu para trazer-nos a esperança da bênção eterna.

Ele nos convoca a deixar de lado o medo, para abraçar a fé nele, tamanha fé que caminha com ele para a casa da morte, a fim de assistir, presenciar, experimentar a ressurreição, a nova vida.

O mundo está cheio de palavras que findariam a esperança. Façamos como Jesus, ignorando-as para descobrir até onde vai o poder do Altíssimo.

Louvo-te, ó Deus, por suas palavras de poder, por sua vida que corre nas veias do meu espírito.

1 pensamento em “Jesus ignorou as pessoas”

  1. Que possamos fazer isso também. O título é chamativo, podemos até interpretar errado no começo, mas ao decorrer do comentário ficou claro que devemos ignorar tais pessoas e tais palavras que nos afastam de Jesus.

Deixe uma resposta