Liberdade que condena

Insistir quando não deve, prejudica a todos.

EdificaçãoUma frase comum que tem sido usada entre os irmãos é: “Em questões da fé, unidade; em questões de opinião, liberdade; em todas as coisa, caridade (amor)”. A frase é boa, pois uma prática básica entre os cristãos é a de não insistir em questões que não prejudicam a salvação.

Assim, seja qual for o seu modo de crer a respeito destas coisas, que isso permaneça entre você e Deus. Feliz é o homem que não se condena naquilo que aprova.
Romanos 14.22 NVI

É possível destruir o irmão, pela falta de fé da parte dele numa questão de opinião, ao aprovar e insistir numa prática. Quem assim faz traz para si a condenação de Deus.

Em questões secundárias, a salvação não será afetada. No contexto, Paulo fala do tipo de comida que se come em casa ou a observação individual de dias especiais. Entre nós hoje, há irmãos cujas famílias que não observam feriados como o Natal. Estas coisas devem permanecer entre a pessoa e Deus. Quer dizer, não devem ser assunto para dividir a igreja ou questão de fé entre irmãos, pois tais opiniões não mudam o destino eterno de ninguém.

A fé que traz a salvação, porém, deve ser sempre algo que não permaneça entre o cristão e seu Deus, mas assunto para ser levantado com todos a todo momento.

Deixe uma resposta