Louvor inclui mais

Naquela ocasião Jesus disse: “Eu te louvo, Pai, Senhor dos céus e da terra, porque …”
Mateus 11.25

Alguns têm o mau hábito, adquirido de certos grupos religiosos, de chamar de louvor apenas o cântico nas reuniões dos cristãos.

O louvor inclui mais do que os cânticos. A prática indica uma super-valorização dos cânticos nas reuniões.

E nem todos os cânticos são de louvor. Alguns buscam edificar aos irmãos, ensinar aos presentes e reforçar a esperança e a fé.

Jesus louvou ao seu Pai em oração. Por que, então, insistir em reservar o louvor aos cânticos? Os outros atos — oração, ceia do Senhor, oferta e pregação e ensino — também não são louvor? Por que não chamamos estes também de louvor?

Falemos como a Bí­blia fala.

1 pensamento em “Louvor inclui mais”

  1. Alem do que foi comentado, acredito ainda na inspiração do louvor. Ou seja nos canticos de louvor e outras açíµes, é preciso ter a intervenção do Espirito, pois as coisas Espirituais so se disernem Espiritualmente. Como poderiamos agradar a Deus , um ser Espiritual se Não formos dirigidos por seu Espirito. Por este, ao introduzirmos nos lovores açíµes ou canticos Não inspirados por Deus, tomamos o lugar de Nadabi e Abiul, colocando fogo estranho no templo. Se for desta forma é certo pegarmos canticos denominacionais e e introduzir no louvor a Deus, com prestestos de fazer como salmo diz ” Cantai ao Senhor um cantico novo…”? Deus é poderoso para nos dar o dom de fazermos canticos novos e inspirados se esta for sua vontade.
    Gostaria de comentarios sobre este assunto, e o que pensam sobre isto.

Deixe uma resposta