Luz que produz vida

João 1.4-5: A luz de Jesus produz a vida eterna.

Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens. A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram. João 1.4-5

Na terra, o sol torna possível a vida. Sem ele, logo tudo morreria. Assim, vemos a conexão entre a luz e a vida. De forma semelhante, como a luz de Deus, Jesus traz vida ao ser humano. Esta vida não é física mas sim espiritual e eterna.

Jesus como luz brilha nas trevas. Sua luz tem a capacidade de afastar as mais densas trevas. Não há pessoa irrecuperável. Jesus pode salvar a todos. Não há pecado que não pode ser perdoado. Para traduzir a frase: “dos homens”, a NBV verte: “de toda a humanidade”. Ninguém precisa ficar do lado de fora.

As trevas são os poderes do mal. Elas resistem à luz. No âmbito espiritual existe conflito. Não se pode evitar envolvimento nesse conflito. Ou seremos vencedores ou derrotados. A nossa escolha entre a luz e as trevas determina se venceremos ou se seremos vencidos.

Jesus não pode ser vencido. Sua luz sempre brilhará. Mesmo quando parece derrotado (como quando morreu na cruz), Jesus está sempre vencendo.

Esta vida que surge pela luz está nele. Em Cristo. Se queremos esta vida temos de entrar nele. Esta vida não se encontra fora dele. Entramos nele pela imersão na água, Gálatas 3.26-27. Se queremos a vida eterna, temos de acreditar que o mandamento de Jesus nos conduzirá para dentro de Cristo e para a luz que traz a vida, Marcos 16.16.

Nosso Deus, quero viver sempre nesta luz que está em Jesus!

Deixe uma resposta