O mal incontrolável

Provérbios 29.12: Nem pense em abrir brecha para o pecado.

A política é a vida comunitária em grande escala. Os mesmos princípios morais que se aplicam ao indivíduo também se aplicam à política.

Quando um governador dá atenção a mentiras, todos os seus auxiliares acabam se tornando maus.
Provérbios 29.12 NTLH

No plano político, a abertura para a corrupção se faz por meio de mentiras. Tal abertura corrompe a todos. Não se pode controlar a mentira e a corrupção, uma vez que se começa a permiti-las. O mal cresce, sem controle.

No plano pessoal, o pecado também age assim. A menor brecha acaba se tornando grande plataforma para a ação do mal. O pecado não pode ser controlado. Não se brinca com ele. Não se confina a pequenos redutos ou espaços fechados. O pecado sempre extravasa. Não é por nada que o pecado é comparado ao fermento.

O governador duma vida não pode nem pensar em abrir brecha para o pecado, pois contaminará toda a pessoa.

2 pensamentos em “O mal incontrolável”

  1. Verdade Randal. E pecado tem a ver com avareza, arrogância, desprezo, julgamentos precipitados, etc, coisas essas sutis que muitos acham pequenas demais para se preocupar com elas! O Verdadeiro Juiz esta bem alerta!!!

  2. Obrigada pelas mensagens de exortação e ensino!! Que Deus abençoe esse trabalho que voces realizam de divulgação da mensagem do Evangelho por muitos e muitos anos.
    Paz do Senhor!!!!

Deixe uma resposta