Meu intercessor, meu amigo

As palavras de Jó são muito mais as nossas.

O meu intercessor é meu amigo,
quando diante de Deus
correm lágrimas dos meus olhos;
ele defende a causa do homem
perante Deus,
como quem defende
a causa de um amigo.
Jó 16.20-21

No meio da dor e do sofrimento, Jó olhou para o céu de onde esperava receber ajuda, v. 19. Parece que ele percebia que havia alguém que serviria de testemunha da sua retidão, alguém que o ajudaria perante o Criador.

Ele não estava errado, mesmo não tendo muita ideia de quem seria. Alguns pensam que ele se referia a Deus, mas parece que ele quer alguém para servir de mediador entre ele e o Senhor.

Os cristãos conhecem aquele que intercede por eles. O Senhor Jesus Cristo foi enviado pelo Pai. Ele serve ainda no presente nessa função. Nossas orações passam por ele. Ele nos apresenta ao Pai como pessoas justificadas.

Que diferença isto faz na maneira em que você fala com Deus?

Deixe uma resposta