71 mortos em queda de avião. O que pensar? O que fazer?

Eclesiastes 9.11: O acaso ocorre, então o que fazer?

O Brasil acordou essa manhã com a notícia do acidente do avião fretado que transportava a delegação da Chapecoense para Medellín, na Colômbia. Há 76 mortos e 6 sobreviventes, até o presente momento.

Tais acidentes levam muitos a questionar por que acontecem a perda de vida que não parece ter sentido. Questionam Deus, como se ele fosse responsável, com intenção maléfica. Duvidam que existe no mundo algum princípio de bom.

A Bíblia apresenta uma visão geral do porquê do sofrimento no mundo. Muitos detalhes de cada acidente ou desastre ficam só com Deus, mas ele nos revela, como no livro de Jó, a origem do mal e o que se pode fazer quando occorem momentos como o de hoje.

O livro de Eclesiastes, entre a visão humana e a divina, no processo exploratório de alguém que se perdeu na vida “sob o sol”, oferece esta perspectiva:

Percebi ainda outra coisa debaixo do sol:
Os velozes nem sempre vencem a corrida;
os fortes nem sempre triunfam na guerra;
os sábios nem sempre têm comida;
os prudentes nem sempre são ricos;
os instruídos nem sempre têm prestígio;
    pois o tempo e o acaso afetam a todos.
Ecclesiastes 9.11

Existe um elemento no mundo que é chamado o acaso, pelo menos, aos olhos humanos. Há coisas além da nossa compreensão, Deuteronômio 29.29. Todas as causas e motivos nos são ocultos.

Mesmo assim, devemos ficar certos de que Deus não faz o mal, não criou o mal, não deseja o mal a ninguém. Quando ele permitiu o livre arbítrio do homem, ele deixou aberto a possibilidade da entrada do mal no mundo.

Podemos ficar certos também que Deus usa o mal para produzir o bem, testemunho ao poder e à soberania dele.

Tampouco devemos pensar que as pessoas morrem desta forma por serem piores do que os outros, um pensamento comum já muitos e muitos anos. (Ver Lucas 13.1-9.)

Independente das causas do acidente, o coração fica pesado por ver a perda dessas vidas preciosas. Mas, pensando bem, todos nós, em algum momento, teremos de morrer. É que o impacto de todos morrerem duma só vez, desta maneira, não nos permite que ignoremos ou diminuamos a fragilidade da vida nem a certeza da morte.

O que nos deve causar grande reflexão em momento assim é esta: Por que é Deus permite que alguém neste mundo continua com vida? Pecadores que somos, rebelde como a humanidade é contra a vontade do Senhor, por que Deus ainda nos deixa viver?

Como Deus é bom! Como ele deseja o nosso arrependimento! Como ele quer a gente ao lado dele!

Mas nós ainda ficamos nos ocupando com nossas coisas, com nossa vidinha que deixa de lado a obediência à vontade dele.

Vamos acertar a nossa vida o quanto antes.

3 pensamentos em “71 mortos em queda de avião. O que pensar? O que fazer?”

  1. É fato. Que possamos reconhecer cada dia a fragilidade da vida e a certeza da morte! Como muito bem expresso na mensagem. Que o Senhor nos dê consciência de que o Viver para nós deva ser Cristo, se for assim…
    João D´arc.

Deixe uma resposta