Seja você a mudança na congregação

Romanos 2.1: Reclamamos dos outros, quando nós mesmos somos culpados.

Uma placa eletrônica sobre uma das avenidas principais da cidade avisava: “Seja você a mudança no trânsito”. Foi o tema da Campanha Nacional de Trânsito 2015.

Reclamamos dos outros, culpados nós mesmos do mesmo erro.

Condenamos a corrupção no país, talvez porque não somos nós que ganhamos com isso.

Falamos mal da congregação da qual fazemos parte, talvez porque queremos fazer parte duma igreja de sucesso, ou porque sentimo-nos negligenciados nas nossas necessidades.

Mas se queremos que as coisas sejam diferentes, a mudança tem de começar comigo.

Portanto, você, que julga os outros é indesculpável; pois está condenando a si mesmo naquilo em que julga, visto que você, que julga, pratica as mesmas coisas.
Romans 2.1 NVI

Se queremos que as coisas sejam diferentes, a mudança tem de começar comigo.

Se não há espírito de aceitação e apoio, eu preciso aceitar as pessoas e dar apoio a quem precisa.

Se não existe evangelismo no meio dos irmãos, eu é que preciso evangelizar.

Se ninguém convida ninguém para incentivar a comunhão, eu devo convidar alguém para minha casa.

A crítica que eu faço talvez seja a falta da minha própria vida e fé.

É necessário, nesse caso, que eu mude, que eu me arrependo, que eu comece a trabalhar.

2 pensamentos em “Seja você a mudança na congregação”

Deixe uma resposta