Na mesma moeda

Dividir a igreja significa destruí-la e a tais pessoas Deus pagará na mesma moeda.

Quem destroi será destruídoO Deus que é três em um não vê com bons olhos quem destrói a unidade do seu povo. É o primeiro problema com que Paulo lida em Corinto; a este ele dedica o maior espaço na carta. E como os outros ele deixa claro que a participação na divisão do povo de Deus acarreta sérias consequências.

Assim, se alguém destruir o templo de Deus, Deus destruirá essa pessoa. Pois o templo de Deus é santo, e vocês são o seu templo.
1 Coríntios 3.17 NTLH

O contexto é a divisão da igreja. Ele usa “templo de Deus” como descrição da igreja, para transmitir a seriedade do que os coríntios estavam fazendo. Aquilo que é mais sagrado para Deus, seu próprio templo, seu povo redimido, estava sendo destruído. Deus não deixaria, e hoje também não deixará, impune quem contribui para a divisão.

O verbo “destruir” se refere à destruição eterna ou, como dizem Robertson e Plummer no seu commentário (International Critical Commentary), “ruína terrível e perda eterna”. “Qualquer cristão que violar a santidade do templo espiritual, perecerá eternamente” (Jamieson, Fausset, Brown).

Quem divide a igreja de Cristo a destrói e Deus aplicará a este o princípio de lex talionis, “olho por olho, dente por dente”: quem destrói destruído será.

Deixe uma resposta