Não esperaram para saber

Salmo 106.13: Quanto tempo você leva para esquecer?

Mas logo se esqueceram do que ele tinha feito e não esperaram para saber o seu plano. Salmo 106.13

No Mar Vermelho, os israelitas viram o que Deus fez para salvá-los. Assim, “creram nas suas promessas e a ele cantaram louvores” v. 12. Mas, ao encarar o deserto, perderam a sua fé. Logo se esqueceram. Não demorou muito. Era só virar, com o mar pelas costas e o deserto pela frente, e a mente deles se tornou incrédula.

Na sua impaciência, não esperaram para o “conselho” divino. Não queriam aguardar o desfecho. Recusaram aceitar o momento de Deus. Eram bem modernos assim: queriam tudo já.

É momento maravilhoso quando vemos Deus operar de forma poderosa a sua salvação. Mas quando encaramos o deserto, esperamos pela fé para a conclusão do seu plano? Ou exigimos que ele faça algo, que ele resolva, agora?

E qual é o nosso deserto? As areias e as pedras no caminho podem ser muitas:

  • O deserto do sofrimento. Cristo prometeu que teríamos de sofrer por ele.
  • O deserto da solidão. Não há ninguém para ajudar, apoiar, compartilhar.
  • O deserto do desamparo. Parece que precisamos de uma ajuda que nunca chega. Será?
  • O deserto da transgressão. Mesmo arrependidos, sentimos os efeitos dos nossos pecados.

Vamos aguardar. Deus está trabalhando ainda. Que esperemos ele nos levar à grande conclusão do seu plano.

Pai, rápido! Mas não importa o tempo, continuarei fiel.

2 comentários em “Não esperaram para saber”

  1. Deus permite a adversidade em nossas vidas para que possamos aprender a confiar nEle. Dizer que tem fé quando tudo está bem é relativamente fácil, mas a fé que move montanhas é aquela que mesmo na aflição e sofrimento permanece inabalável. Bem disse nosso Senhor: “Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo” (João 16:33). Jesus venceu! Com Ele, podemos vencer também!

Deixe uma resposta